comida

5 sítios onde pode comer caracóis no Grande Porto — com finos a acompanhar

O petisco não é tão comum na zona norte, ainda assim encontrámos alguns espaços a servir pratos, pires e travessas.
São vários os spaços a servir caracóis na zona norte.

Andar por Lisboa nestes dias e não ver um cartaz a dizer “há caracóis” é coisa rara. O petisco da época já está chegou a praticamente todos os restaurantes tradicionais na cidade. No Porto a história é outra — este petisco não é muito comum na zona norte, ainda assim existem espaços que fogem a esta regra.

Percorremos a cidade, e também as redondezas, e encontrámos alguns restaurantes com os gastrópodes no menu. É o caso do Bar Azul em Leça da Palmeira. Tem vista para o mar e é uma boa alternativa nos dias de maior calor.

O prato é bem servido e chega para umas três ou quatro pessoas — tudo depende de quantos caracóis comerem. À mesa os finos não podem faltar, em geral, mais do que um por cada dose do petiscos.

Já do lado sul do rio Douro, em Vila Nova de Gaia, pode passar na Tasca do Carago. A esplanada é virada para a Ribeira do Porto, o cenário perfeito para uma tarde de petiscos. Cada dose custa 5€. O espaço está aberto até às duas da manhã. Se a essa hora tiverem caracóis na panela ainda os servem.

Se quiser uma opção no cento do Porto também arranjamos: o Sol e Sombra Bifanas. A típica sandes com carne de porco e molho é o mais comum por aqui. Ainda assim, até setembro encontrará caracóis no menu.

Carregue na galeria para conhecer melhores estes e outros espaços que servem caracóis no Grande Porto.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA