comida

Aqui está a primeira food truck da Madre Coxinha — e fica mesmo em frente à praia

Pode passar lá para comprar os seus snacks ou pedir para entregar em casa através de Uber Eats.
Não dá para resistir

As idas à praia e as corridas ao longo da marginal têm agora um novo atrativo. A primeira food truck da Madre Coxinha foi inaugurada esta quinta-feira, 16 de setembro, e vai ficar parada junto à rotunda da Anémona, mesmo em frente à praia de Matosinhos.

A Madre Coxinha surgiu há cerca de três anos e meio, por altura dos Santos Populares. A responsável pelo projeto, Maiara Righi, montou uma pequena banca na porta de casa para vender este salgado tão típico brasileiro e do qual tinha saudades. O sucesso foi tão grande que se tornou no seu negócio.

“Sempre quis empreender em Portugal e ainda não tinha encontrado o que ia fazer. Costumo dizer que foi a Madre Coxinha que me encontrou porque não fiz uma pesquisa de mercado da necessidade. Na verdade, a necessidade era minha e depois vi que havia necessidade de haver uma verdadeira coxinha aqui”, conta à New in Porto.

Desde essa altura, além da cozinha passou a vender em eventos, já vende para fora e até leva aos clientes porções congeladas que podem ser fritas ou feitas no forno quando quiser. Uma das formas de crescimento que tinha planeado para a empresa era a criação de uma food truck itinerante que pudesse estar presente em diversos eventos com pequenas doses de coxinhas, mas a pandemia acabou por obrigar a que a ideia ficasse na gaveta durante algum tempo.

“Como as coisas estão aos poucos a melhorar, consegui tirar o projeto do papel e consegui dois braços muito fortes de apoio, os meus sócios, para pôr o projeto para a frente.”

Foi assim que nasceu a primeira food truck da Madre Coxinha, um projeto que tem o apoio dos sócios, Paulo Pereira, proprietário da Quinta da Pacheca, e Filipa Soares, proprietária da Vany Time. Agora, está parada mesmo em frente à praia, numa localização privilegiada.

É aqui que vai encontrar as famosas coxinhas de frango originais mas também as de carne de sol — uma carne seca típica do nordeste brasileiro — e a opção vegetariana, feita com alho francês e queijo emmental. Tudo entre as 12 horas e as 22 horas.

Pode comprar os snacks por variedade ou com mais do que uma. A box de oito mais uma bebida fica por 5€, mas também é possível comprar em quantidades maiores. Quem preferir não sair de casa, pode pedir as suas coxinhas através da Uber Eats. E as novidades não ficam por aqui.

“Este é o primeiro food truck, que é um projeto piloto que temos para expandir a nível nacional e internacional de replicar o negócio em vários lugares e dar oportunidade para novos empreendedores que querem empreender em Portugal e ainda não sabem com o quê.”

A ideia é precisamente conseguir criar um franchising com as food trucks da Madre Coxinha de forma a chegar a outras localizações como Porto, Lisboa, Braga ou Aveiro mas também todo o restante território nacional e até estrangeiro. A previsão é de ter algumas dezenas até ao final de 2023. Para já, este é mesmo um projeto piloto e será a partir daqui que surgirão as novidades sobre como vai decorrer o processo de franchising.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA