comida

Campanha do Banco Alimentar do Porto juntou 370 toneladas de bens alimentares

Iniciativa decorreu a 26 e 27 de novembro e contou com o apoio de quatro mil voluntários.
Doações aumentaram.

A última campanha do Banco Alimentar Contra a Fome do Porto conseguiu angariar um total de 370 toneladas de bens alimentares. A recolha aconteceu entre 26 e 27 de novembro em 321 super e hipermercados do distrito.

Os produtos mais doados desta vez foram leite (85 toneladas), arroz (83 toneladas), massa (81 toneladas), leguminosas em conserva (30 toneladas) e bolachas (22 toneladas). Nos restantes contam-se vários produtos como bens alimentares não perecíveis.

“Apesar da atual conjuntura, marcada pelo aumento dos preços dos bens alimentares, a quantidade de produtos doados no âmbito desta campanha demonstra o espírito solidário da nossa comunidade”, diz em comunicado a presidente do Banco Alimentar Contra a Fome do Porto, Bárbara Barros.

Entre a recolha, a triagem e o armazenamento dos produtos doados no armazém, a ação contou com a ajuda de quatro mil voluntários. Neste grupo incluem-se também 80 miúdos entre os seis e os 14 anos que na manhã de domingo, 27 de novembro, visitaram e ajudaram no armazém do Banco Alimentar.

“O trabalho do Banco Alimentar do Porto não seria possível sem o apoio de todos aqueles que, novamente, responderam ao nosso apelo e, através da doação de bens alimentares ou do trabalho voluntário, se voltaram a mobilizar para ajudar quem mais necessita”, diz ainda a responsável.

Depois da campanha, os bens recolhidos serão distribuídos por mais de 58 mil pessoas através das mais de 300 instituições apoiadas pelo Banco Alimentar do Porto. Em relação à última campanha, realizada em maio, as doações subiram das 300 para as 370 toneladas, um valor considerável.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA