comida

Jamie Oliver jantou polvo e alheira no Porto — e no final da refeição foi à cozinha

“Ao pé de vocês sou um aprendiz”, disse o conhecido chef meio envergonhado a Rosinha, a cozinheira do restaurante O Rápido.
Foto de Fine Taste.

Jamie Oliver está no Porto com uma equipa de filmagens. Esta quarta-feira, 9 de fevereiro, esteve a jantar no restaurante O Rápido. “Esteve cá sim senhor, ainda não fazemos photoshop de todos os clientes que nos visitam. Foi inesperado, não estávamos à espera, mas foi bastante simpático”, conta à NiT Rosa Branca, que trabalha naquele espaço há seis anos.

Rosa não esteve de serviço nessa noite, mas em conversa com os restantes colaboradores soube o que foi levado à mesa do conhecido chef britânico. “Pediu os filetes de polvo com arroz do mesmo e também o polvo à bordalesa.” Ainda assim, houve mais sugestões a saírem da cozinha. “Oh Rosinha, foi só isto que o chef comeu? Não pediu mais nada?”, perguntou Rosa à cozinheira.

Parece que Jamie Oliver não se contentou apenas com as duas sugestões de polvo. “Então pediu também uma alheira grelhada, um queijo alentejano que temos aqui que é muito bom, e o cozido à portuguesa especial, que é feito com enchidos de fumeiro”, conta-nos Rosa.

Abílio Norte, o irmão do proprietário d’O Rápido, Francisco Norte, acompanhou a refeição com o chef já que é o elemento do restaurante com mais à vontade a falar inglês e francês.

Rosa conta-nos também que Jamie Oliver no final da refeição foi à cozinha e ficou meio envergonhado. “A Rosinha disse-me que ficou todo vermelho quando entrou na cozinha. Os ingleses são muito branquinhos, também não é preciso muito [para corarem]. Falou do filho, que também cozinha vários pratos, e elogiou bastante a comida — disse que estava tudo excelente.”

A cozinheira, Rosinha, não fala inglês, mas Rosa explicou-nos que lhe traduziram o que o chef estava a dizer. “No final, ainda envergonhado e vermelho, disse: ‘ao pé de vocês eu sou um aprendiz’.” O restaurante O Rápido fica perto da estação de São Bento e é um espaço dedicado à gastronomia portuguesa.

Existe há mais de 70 anos, mas está nas mãos do atual responsável há 38. Tem capacidade para 28 clientes. Foi o espaço escolhido por Jamie Oliver para fazer uma refeição nesta visita ao Porto. A fotografia que o comprova foi partilhada pela Fine Taste, uma empresa ligada à exportação e importação de bebidas.

Por enquanto, não se sabe qual é o objetivo desta passagem do chef por Portugal, nem se irá também a outras cidades. Na sua página de Instagram, partilhou um vídeo na manhã desta quinta-feira, 10 de fevereiro, gravado nas ruas do Porto. Agradeceu aos seguidores as encomendas do novo livro de receitas que irá lançar, disse que estava a fazer umas gravações e aproveitou para elogiar a cidade e a comida.

“O Porto é incrível, a comida é extraordinária, as pessoas são adoráveis. Vou por aí à procura de novas ideias, inspirações, aprender mais sobre esta cultura, tomar o pequeno-almoço, almoço, jantares, snacks, bebidas. Conheci pessoas incríveis já.”

“One: Simple One-Pan Wonders” é o título do livro — em pré-venda na Amazon — que levou à publicação deste vídeo na Rua de Santa Catarina, perto da Igreja das Almas, com os seus caraterísticos azulejos azuis e brancos. Será uma obra com várias receitas com poucos ingredientes e rápidas de preparar, explicou Jamie Oliver.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA