comida

Na nova carta do Dona Maria a cozinha portuguesa é rainha

O restaurante do The Lodge Hotel privilegia a culinária típica das avós mas com um toque fresco de verão.
Fotografias de Dona Maria.

Para aproveitar os dias de calor e férias, mais descontraídos e onde procuramos experimentar sabores, o Dona Maria tem uma nova carta. Falamos do restaurante do The Lodge Hotel, em Vila Nova de Gaia, mesmo do outro lado do rio, que está aberto a todos — mesmo que não sejam hóspedes.

A nova carta promete um olhar um pouco ousado sobre a gastronomia tradicional portuguesa e uma viagem de sabores. Com a assinatura do chef João Vieira, esta carta continua a privilegiar a cozinha típica da casa das avós, de conforto e de tacho.

“Um chef não cozinha, vende sonhos, e nesses sonhos estão presentes, por exemplo, memórias de infância. Esse deve ser o objetivo de qualquer chef — conseguir através dos pratos que prepara reavivar memórias de família, de vivências, experiências, viagens. A gastronomia é um conjunto de memórias, cheiros e boa comida, sendo que o mais importante é, sobretudo, o amor e o carinho com que se elaboram os pratos, assim como o respeito pelas matérias-primas e pelos produtos que se usa na confeção dos mesmos”, diz o chef.

As novidades chegam logo nas entradas, com amêijoas da Ria de Aveiro à Bulhão Pato (25€), salada com fruta fresca e requeijão com vinagrete e mel de rosmaninho (11€), carpaccio de vieira com tártaro de fruta e vinagrete de manga (14€) e broa de milho grelhada com escabeche de sardinha (10€).

No campo dos peixes poderá descobrir o arroz malandrinho de lingueirão (29€), mas também o bacalhau lascado em mil-folhas de grelos e grão-de-bico (27€) e o camarão-tigre envolto em linguado e massa kadaif sobre migas alentejanas, acompanhado de salada fresca de tomate coração de boi com orégãos (45€).

Para quem prefere carne há pernil de borrego confitado, acompanhado por puré de batata trufado e ratatouille de legumes da época (23€), lombinho de porco preto recheado com farinheira e folhado de maçã verde com espinafres verdes (20€) e ainda o tomahawk (54€). Antes de pedir a conta, pode ainda provar a rabanada poveira com morangos, azeitonas e mousse de requeijão (10€) ou o souflé de coco (10€).

Com a ideia de família muito presente, o restaurante apresenta ainda um “almoço de fim de semana em família” especial que junta mais dois pratos à carta em cada um dos dias, sendo que ambos poderão ser servidos em doses individuais ou para partilhar. Assim, ao sábado há bacalhau à Zé do Pipo (27€) e arroz de pernas de galo do campo no forno (18€), enquanto ao domingo poderá contar com arroz de tamboril com gambas (32€) e cabrito à transmontana (26€).

Carregue na galeria para descobrir as novidades da carta do Dona Maria.

ver galeria

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA