comida

Neste brunch do Porto há french toast feitas com pão de ló (e um jardim secreto)

O LEA, no coração da Boavista, pretende ser um ponto de encontro para todos os membros da família — patudos incluídos.

Passear e conviver no centro do Porto tem-se tornado cada vez mais um desafio entre os portuenses. Seja pela confusão das obras sem fim ou pela grande afluência de turistas, os locais pensam duas vezes antes de planear um salto pela Baixa, evitando-a a todo custo. 

Esta questão tem levado muitos foodies a procurar outros spots mais afastados do centro histórico da cidade, onde pudessem conversar com os amigos, enquanto comem umas belas panquecas e bebem um capuccino ou sumo de laranja. Haja quem acredite que a oferta de brunches e café nos arredores do centro do Porto é pouca, mas não é verdade. Em março de 2022 abriu em plena Avenida da Boavista um brunch que quer ser o ponto de encontro para todos os portuenses, por isso, não se preocupe, que pode levar os miúdos e até o seu amigo de quatro patas.

“Queremos que as pessoas se sintam verdadeiramente bem-vindas. É por isso que acolhemos todos como se estivessem a vir a nossa casa, sejam eles os amigos, as famílias, as crianças, os patudos, e mais, sempre de braços abertos. Sabemos que as experiências são bem mais ricas e memoráveis quando estamos juntos à volta da mesa. Com comida boa, melhor ainda”, começa por dizer à NiP, Catarina Ferreira Lopes, proprietária do LEA Foods&Drinks. 

Catarina é designer em formação e a sua paixão pela criatividade levou-a a juntar-se ao chef de 39 anos, Ivo Polónia. O local sempre esteve nas mãos da família da jovem designer de 38 anos. Originalmente, era a avó Lea quem tinha as rédeas do assunto, que foi passando de geração em geração. Já chegou a ser palco de alguns conceitos à exploração, mas Catarina decidiu abraçar uma aventura com a sua família e arriscarem eles próprios num projeto de restauração. Assim, o brunch chama-se Lea em homenagem à avó e bisavó.

“Este é um espaço que beneficia de uma localização fantástica e que me é muito especial, já que está repleto de memórias da minha infância e parte da minha adolescência. Já falávamos há muito tempo sobre a possibilidade de termos um projeto no ramo e, tendo em conta a experiência do Ivo no setor e com este espaço à disposição, após alguma pesquisa de mercado achamos que um brunch assentava que nem uma luva. No fundo, é um conceito descontraído que permitiria tirar o máximo partido do interior e exterior da casa, fosse no decorrer da semana ou no final dela”, explica.

Com os dias de calor que se avizinham, a LEA lançou uma carta recheada de novidades. O espaço continua a manter o seu registo de brunch all day, num autêntico oásis na azáfama diária da Boavista. O LEA conta com uma zona interior, esplanada e ainda um jardim secreto nas traseiras, que tem ainda uma casinha cheia de brinquedos para os miúdos e. Os patudos têm direito a snacks e água sempre fresca. 

No interior, há mesas longas para encontros mais animados, mas no exterior encontra também recantos mais sossegados. Tratando-se da casa de família de Catarina, fez-se questão em manter vivas várias memórias na própria decoração do espaço, como é o caso da bicicleta que era da mãe e que se encontra na esplanada interior, assim como algumas outras peças de decoração da família.

A carta do LEA é bastante abrangente, com clássicos do brunch, como tosta com ovo e panquecas. Mas há outros pratos mais de conforto como o nasi goreng ou o caril thai. “Fazemos um esforço por ir sempre renovando alguns pratos e trazer algumas novidades à mesa, consoante a estação do ano”, comenta a proprietária, acrescentando: “Tudo isto pode ser saboreado num brunch de verão descontraído na nossa esplanada ou jardim, o que torna a experiência ainda mais especial. À sexta e ao sábado, abrimos também ao jantar e as pessoas podem desfrutar de uma happy hour ao final da tarde que convida a ficar mais um pouco”.

Na happy hour, na compra de um mojito, Porto tónico ou Aperol Spritz, o espaço oferece outro, sendo a oferta válida por pessoa. “Introduzimos a nova carta a tempo do verão, com opções mais leves e frescas como a nova estação pede – temos ceviche, uma tosta de atum marinado, três opções de nasi goreng para que as pessoas possam escolher a combinação que preferem, uma ciabatta de alcatra, e ainda uma french toast que já há muito desejávamos incluir no nosso menu”, explica Ivo, o chef, acrescentando: “Temos uma boa oferta à mesa, bastante consistente, e que também abrange opções vegetarianas e veganas, para que nunca ninguém fique de fora”.

Entre as novidades da carta, destacam-se o ceviche de atum (10€) com leche de tigre, puré de batata doce, cebola roxa e coentros, a tosta de atum marinado (12€) com guacamole e sementes de sésamo, a ciabatta de alcatra (12€) com chimichurri, maionese de alho assado e rúcula, a nasi goreng com arroz salteado de legumes, ovo e uma das seguintes opções, alcatra laminada (15€), camarões e lulas (14,50€) ou cogumelos salteados (13€).

Carregue na galeria para descobrir as novidades do espaço. A estação de metro de Casa da Música fica próxima do LEA Food&Drinks.

 

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Av. da Boavista, 854
    4100-112 Porto
  • HORÁRIO
  • Quarta-feira a domingo das 10h às 22h
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Brunch

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA