comida

O novo bar do Porto com café de especialidade e cerveja artesanal

O Dona Mira fica no antigo Âme Café, tem esplanada e é pet friendly. A inauguração foi a 17 de julho.
Para ir conhecer

Um casal de músicos e um Golden Retriever entram num bar. Não é bem assim que começa a história, mas poderia ser. O bar é o novo Dona Mira e abriu no Porto a 17 de julho, precisamente no local do antigo Âme Café, que fechou no final de junho.

Os protagonistas da história são Carlos Fuchs e a mulher, Valéria Lobão, ambos com 56 anos e músicos. Mudaram-se do Rio de Janeiro para o Porto em 2018 e é por aqui que têm reconstruído a vida.

No Brasil tiveram durante mais de 20 anos um estúdio de gravação que se tornou famoso neste meio. Ainda assim, nunca se tinham aventurado na área da restauração.

“O estúdio ficava no mesmo edifício onde morávamos, as gravações terminavam tarde e acabávamos sempre em casa, a cozinhar ou a provar um vinho. Sempre gostámos muito de receber pessoas”, conta Carlos à New in Porto.

Por cá, Carlos associou-se à Arda Recorders, mas chegou a um momento em que teve vontade de arriscar e fazer algo diferente. Foi assim que começou a pensar em ter um pequeno café ou bar e nessa busca encontrou o espaço do Âme Café à venda.

“Quis criar um conceito que acho que nem havia aqui, é um café mas também é um bar. Servimos café de especialidade mas também temos bar completo, cervejas artesanais, cocktails e alguns petiscos ligeiros.”

Assim nasceu o Dona Mira e até o nome tem história. A Dona Mira era a avó de Carlos, que foi violinista e uma das fundadoras da Orquestra Sinfónica Brasileira. Até o logótipo do espaço foi criado com base numa caricatura dela, feita em 1930 por um artista da época.

A decoração do espaço é feita realmente como se fosse uma sala de estar de uma casa. Há sofás, recantos acolhedores e pelas paredes podemos encontrar fotografias de músicos que passaram pelo estúdio do casal, como Caetano Veloso, Roberta Sá, Zeca Pagodinho ou Seu Jorge.

“Queremos mesmo que as pessoas se sintam bem aqui, como de fosse a extensão da nossa casa, uma verdadeira sala de estar. Queremos que tenha uma vibe de estúdio e que os músicos também se sintam bem aqui, à vontade para tirar a guitarra e começar a tocar, outro juntar-se e começar a cantar, tudo de uma forma muito descontraída.”

A ideia não é que este se torne um espaço de música, com bilhetes ou entradas pagas. De qualquer forma, é possível que venham a ser dados aqui pequenos espetáculos porque o objetivo também é que seja um espaço cultural. Nas paredes há espaço para receber exposições e até já está marcado para o próximo sábado, 24 de julho, o lançamento do livro “Arrancados da Terra”, de Lira Neto.

Outro dos recantos que nos mostra mesmo que este é um espaço dedicado às artes e à cultura é a biblioteca. Tem cerca de 350 livros de vários géneros, da coleção pessoal de Carlos e aos quais ainda se vão juntar mais de cerca de 200 títulos.

Entre as estrelas deste espaço está também Zecão, o cão da família. É presença habitual nas redes sociais do Dona Mira e encanta todos os clientes. Não vai encontrá-lo sempre por aqui, mas fica a nota de que este é também um espaço pet friendly e que pode trazer os seus animais de estimação, desde que se mantenham com a trela e cumprindo todas as normas.

Entre a sala e a esplanada vai poder provar várias opções da carta, desde manhã até ao final do dia. Aqui há café de especialidade e nem faltam as opções com Latte art que tanto sucesso fazem em qualquer perfil nas redes sociais.

Pode então provar um cappuccino (2,50€), um macchiato (1,80€), um V60 (3€) ou um aeropress (3€), por exemplo. Há cervejas artesanais, cocktails e uma carta de vinhos desenhada por um enólogo.

No campo dos petiscos, sempre com nomes de artistas, pode pedir algo leve como uma sanduíche (4,50€ a 6€), uma tosta (5€ a 6€) ou um simples pão de queijo (1,20€). Vai encontrar também tábuas de queijos (9€), de queijos e enchidos (9€) ou só de enchidos(14€). Há ainda bolos variados à fatia.

Por enquanto, o Dona Mira está a trabalhar de uma forma cautelosa e otimista, mantendo todas as regras exigidas pelo contexto atual de pandemia. Mais tarde, quando as circunstâncias permitirem, é possível que venha a pedir a licença para alterar a cave e poder ter também alguns concertos acústicos.

Carregue na galeria para conhecer um bocadinho mais do Dona Mira.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua Duque de Saldanha, 431
    4300-466 Porto
  • HORÁRIO
  • De quarta a sábado das 11h às 22h30
  • Domingo das 10h às 16h
  • Fecha à segunda e terça-feira
PREÇO MÉDIO
Menos de 10€
TIPO DE COMIDA
Bar, Café

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA