comida

Nunca mais vai olhar da mesma forma para os hambúrgueres do Burger King

O objetivo da campanha é desconstruir os padrões de beleza e os ideais irrealistas que continuamos a perseguir. Em várias áreas das nossas vidas.
O Burger King eliminou todos os corantes, conservantes e aromas artificiais dos seus ingredientes.

Não há corpos nem vidas perfeitas. É daquelas coisas que já sabemos, mas que muitas vezes nos esquecemos quando estamos fazer scroll pelas redes sociais. Os filtros e retoques nas fotografias criam uma ilusão da realidade que pode levar a muitas inseguranças ou frustrações sobre a forma como nos vemos. Porém, existem cada vez mais ações e iniciativas para desconstruir os padrões de beleza e mostrar precisamente que nem tudo é perfeito — e não há problema nenhum nisso.

Durante os últimos meses de confinamento, o movimento Body Positivity, que defende a beleza real, ganhou ainda mais força. Várias celebridades aproveitaram para mostrar o seu lado mais natural e verdadeiro, sem maquilhagem ou técnicas para garantir os melhores ângulos. Tudo, claro, com uma mensagem forte e super importante: não é preciso seguir os estereótipos da sociedade para sermos (e nos sentirmos) bonitos. 

Hoje em dia, felizmente, deixar para trás os truques e apostar no que é real é uma tendência. Assim, o Burger King não pensou duas vezes em associar-se a este movimento e a dar mais um importante passo para reivindicar a beleza real e as imperfeições, desta vez noutras áreas da vida.

Para dar voz ao movimento, lançou a campanha “Beleza Real, Sabor Real”, que mostra precisamente como os alimentos também são reais e autênticos, comparando-os com características como as rugas ou as curvas do nosso corpo. Com o objetivo de oferecer aos portugueses produtos de qualidade, sem descurar o sabor de sempre, o Burger King decidiu retirar os corantes, conservantes e aromas artificiais dos seus ingredientes, deixando-os tal e qual como são: imperfeitos, mas totalmente autênticos e deliciosos. 

O objetivo é mostrar a toda a gente que a mínima imperfeição num alimento dá-nos a sensação de que ele é menos comestível. Mas não podíamos estar mais enganados. Em muitos casos, os ingredientes que aos nossos olhos parecem perfeitos, foram tratados com substâncias artificiais para terem um melhor aspeto e durarem mais. Por isso, os produtos que têm cortes, saliências ou que não correspondem a um padrão estético habitual podem ser ainda mais deliciosos, já que os seus elementos são certamente mais naturais.

A marca desmistifica assim os padrões de beleza e cria uma ação a favor da comida 100 por cento verdadeira, aceitando-a tal como é. As imperfeições dos seus ingredientes garantem um sabor melhor e mais real a cada refeição e isso é tudo o que precisamos para sermos mais felizes.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA