comida

O Euskalduna Studio ganhou uma estrela Michelin com “uma cozinha de produto português”

O espaço do chef Vasco Coelho Santos oferece sempre um menu de degustação com 10 momentos e algumas surpresas.
Merece uma visita.

A cidade espanhola de Toledo serviu, esta terça-feira, 22 de novembro, de cenário à gala ibérica do Guia Michelin, um evento particularmente especial para cinco restaurantes nacionais que conquistaram a sua primeira estrela. Entre eles, figura o Euskalduna Studio, espaço inaugurado, em 2016, pelo chef Vasco Coelho Santos. Encontra-o, desde então, no número 404 da Rua de Santo Ildefonso, no Porto.

“Quando abri o restaurante nunca defini a estrela como principal objetivo. A nossa prioridade sempre foi ter clientes satisfeitos e felizes e o restaurante cheio. No entanto, e com a chegada de outros prémios ao longo do tempo, obviamente que ficamos sempre com alguma esperança que a estrela chegasse e este foi o ano”, começa por dizer o portuense, que já trabalhou em algumas das mais reputadas casas espanholas — de Arzak a Mugaritz, passando pelo mítico El Bulli —, em declarações à NiT.

“Chegado o momento há, obviamente, alguma expectativa e ansiedade, mas estamos muito felizes. É o reconhecimento internacional e algo que premeia o restaurante junto dos nossos pares”, acrescentou o profissional, responsável por “uma cozinha de produto português com técnicas, memórias e inspiração de vários pontos do mundo”, muito focada “no sabor e no próprio produto”.

Questionado sobre os atributos que podem ter conquistado os inspetores da publicação, o portuense não soube responder. “Não sei quais são as características, mas sei que, desde o primeiro dia, sempre tentamos manter a nossa identidade e as características que talvez não são tão ‘comuns’ em restaurantes Michelin. E o que me deixa mais feliz é que ganhamos sem mudarmos as nossas características e forma de pensar”, comentou.

Destacou, contudo, que “o Euskalduna Studio é um restaurante Omakase [significa que o clientes ficam nas mãos do chef] e, como tal, gostamos de surpreeder os clientes com o menu sempre que nos visitam. Para além disso, o próprio espaço tem características muito peculiares e que ajudam a criar um ambiente bastante intimista e confortável para quem nos visita. Desde o primeiro dia que queremos retirar alguma ‘formalidade’ ao fine dining e permitir aos nossos clientes ter uma experiência mais descomprometida e personalizada na nossa casa”.

Sobre o que vem por aí, Vasco Coelho Santos não desvenda muito: “Neste momento, ainda estamos a ‘digerir’ as últimas horas. O futuro passará sempre por fazer melhor. Temos alguns planos e ideias mas, agora, o tempo ajudará a perceber como os iremos definir. Uma coisa é certa, queremos continuar a deixar um sorriso no rosto de quem nos visita e a vontade de regressar”.

Se visitar o projeto na Baixa do Porto, espere deparar-se com um menu de degustação, composto por 10 momentos e algumas surpresas, assente nos produtos nacionais e sazonais, que chegam à mesa através do contacto com pequenos produtores de todo o País. Custa 125€ por pessoa.

Conheça a nova lista de restaurantes com estrela Michelin e leia sobre o significado da distinção atribuída ao Encanto para a a cozinha de base vegetal, segundo José Avillez. Carregue na galeria para descobrir alguns dos pratos servidos no Euskalduna Studio, bem como o espaço em si.

ver galeria

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA