comida

O novo restaurante do Porto que vai convencer até quem não é vegetariano

Já abriu o irmão mais novo do daTerra. O conceito foge do buffet, mas tem opções alargadas para conquistar veggie lovers e carnívoros.
Fotografias de Carolina Barbot.

Este nome não é estranho nem para vegetarianos nem para carnívoros: o daTerra é a primeira marca de restaurantes vegan em Portugal, e desde o início, que se tem focado num conceito inovador de restauração, posicionado-se como um projeto urbano que quer promover uma alimentação saudável, prática e eco-responsável.

Pensando nisto, mas tentando focar-se no serviço à carta e não estilo buffet, no passado dia 6 de novembro abriu o irmão mais novo desta cadeia: Roots Plant Based Kitchen. O conceito passa por um estilo mais casual dining, mas a ideia principal mantém-se: cozinha criativa e contemporânea à base de legumes e vegetais.

“Não se trata de substituir. Até porque quando uma pessoa pensa no vegetarianismo, pensa logo em pratos de substituição, mas esquecem que podemos ter um prato colorido e cheio de sabor sem termos proteínas como protagonistas. Não é só sobre o ato de nos alimentarmos, mas antes uma experiência que as pessoas estão dispostas a experimentar e eventualmente aderir a um estilo de vida mais saudável”, conta à New in Porto Filipe Pedroso, responsável pelo projeto.

Nos últimos anos, comer uma refeição sem ingredientes de origem animal tem vindo a tornar-se cada vez mais fácil. Embora ainda existam restaurantes que não pratiquem a 100 por cento este estilo de cozinha e substituam as proteínas por outros alimentos, o Roots pretende apresentar pratos elegantes, mas que não se focam só no tofu ou seitan.

Os pratos destacam-se por serem coloridos, tornando a refeição bem apetecível. E se é daqueles que pensa que comida a base de produtos da terra não enche a barriga, não poderia estar mais enganado. Claro que podemos encontrar os típicos ingredientes vegan como tofu e soja, mas poderá evidenciar um jogo de sabores, cores e texturas mal o prato chega à mesa. Entre leguminosas, beterraba, grão de bico, cebola, cenoura e outros ingredientes, mesmo que seja carnívoro, vai querer conhecer e voltar ao Roots.

“A diferença entre o Roots e o daTerra é imediata, a decoração, os pratos, tudo. Focámo-nos nos ingredientes e sobretudo nas texturas. É uma cozinha trabalhada mas não são coisas muito elaboradas ou de grande complexidade a nível de molhos e confeções”, explica o empresário de 46 anos, acrescentando: “Melhorámos algumas técnicas e o nosso foco é criar uma experiência diferente através de pratos criativos, com ingredientes da terra”.

No que toca à carta, esta é bastante abrangente. Desde as entradas, que perfeitamente dão para partilhar entre amigos e provar de tudo um pouco, aos pratos principais, assim como as sobremesas, há escolhas para aderir — aos poucos — a este estilo de vida mais saudável. O interessante mesmo é como o milho pode vir a assemelhar-se a umas costeletas com barbecue e como as próprias sobremesas também, sem grandes complexidades, podem destacar-se entre muitas outras, sem sequer ter ovos ou leite.

A carta de bebidas também é diversificada e eco-friendly. Desde os vinhos biológicos aos cocktails, tem harmonizações a condizer com os pratos da carta. Quanto às entradas, a NiP aconselha o corn ribs com paprika fumada (6€), uma espécie de costeletinha mas de milho, com aquele sabor característico do molho barbecue, que é criado pela paprika fumada.

Ainda nas entradas pode experimentar o creme de cebola (6€), que se destaca pela sua apresentação, sabor e textura e o baile de cenouras (8€), uma mistura de diversas cenouras grelhadas cheias de cores, mas também de muito sabor. Quanto aos pratos principais aconselhamos as alcachofras (15€), um dos favoritos da casa com molho de abóbora e muita crocância à mistura. Para escolher tem ainda risotto de cogumelos (16€) e outras opções.

Nas sobremesas, poderá escolher entre tarte de maçã e gelado (8€), mousse de chocolate e tâmara (8€) ou pavlova (7€), que vem acompanhada com mousse de pistácio e promete conquistar os mais gulosos (e não só). Assim, a ideia do espaço passa por apresentar pratos que pode experimentar sozinho ou em grupo, num ambiente descontraído, com opções coloridas e com sabor, que são totalmente feitas com ingredientes da terra.

Se ficou curioso para conhecer o Roots, carregue na galeria para descobrir algumas das especialidades da casa.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua do Almada, 335
    4050-038 Porto
  • HORÁRIO
  • Todos os dias das 19h às 23h
PREÇO MÉDIO
Entre 20€ e 30€
TIPO DE COMIDA
Vegetariana

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA