comida

Ogi: a padaria do chef Vasco Coelho Santos abriu um espaço físico permanente no Porto

O responsável pela criação dos deliciosos pães e restantes produtos é Gil Fortuna, um padeiro experiente que ensinou em França.
É um paraíso do pão.

A Ogi by Euskalduna surgiu no ano passado, e rapidamente conquistou muitos fãs no Porto, que se renderam aos pães de fermentação natural que produz. Durante muito tempo, funcionou apenas em pop-up e através de vendas em cabazes, mas agora passaram a ter um espaço permanente na Rua de Santo Ildefonso, que abriu a 2 de junho.

“Inicialmente fazíamos cabazes por encomenda dos clientes, através de subscrições. Tivemos um ponto de venda físico e durante o verão do ano passado tivemos também, durante dois meses, a Ogi’s Kitchen, um espaço de brunch”, conta à NiP Filipa Sousa, gerente-geral do grupo Euskalduna.

Caso seja portuense, é provável que o nome “Euskalduna” lhe pareça familiar. E tem razão, visto que se trata de um restaurante de Vasco Coelho Santos, que é também o chef da padaria Ogi. Curiosamente, ambos se situam na mesma rua.

Gil Fortuna é o padeiro que prepara as deliciosas especialidades de padaria. “Conheceu o Vasco em 2019. O Gil estava em França onde trabalhou numa escola e deu formação, algo que também fez por todo o mundo, especialmente sobre padaria e fermentação natural”, diz Filipa Sousa. Regressar ao Porto já estava nos seus planos, e foi em 2021 que o fez, altura em que começaram a trabalhar no projeto. “O Gil Fortuna é o responsável pela produção”, explica. Já na frente da loja está Luís Fernandes, que já trabalha com o padeiro há algum tempo.

Durante o tempo em que funcionaram apenas em regime de pop-up e delivery, conseguiram acumular bastantes apreciadores. “Foi muito engraçado, quando fizemos a transição. A pop-up também era no centro da cidade. Sentimos logo que no dia em que abrimos que várias pessoas que já nos conheciam vieram ter connosco”, recorda-se.

A nova loja funciona apenas como um espaço de pick up and go, ou seja, faz a sua encomenda ou chega à loja e pede aquilo que deseja, e sai para continuar a rotina do dia, agora com um pão quente a fazer-lhe companhia. 

“Também queremos produzir para restaurantes e hotéis, cafés, mercearias. Queremos criar mais parcerias pelo Porto”, revela. E acrescenta: “Estamos a tentar expandir agora durante o verão. Vai haver um novo projeto com quem vamos trabalhar e teremos lá os nossos produtos, na zona da Boavista. Além disso, queremos ter outros pontos de venda, como em Matosinhos e Vila Nova de Gaia.”

Por ali também encontra algumas opções mais doces, como o pain au chocolat (2,20€), o pain suisse (2,20€) e o folhado danish (2,20€). No entanto, a grande especialidade são mesmo os pães mais tradicionais. O pão de trigo custa 3€ por 680 gramas, o brioche de azeite (o preferido de muitos) tem o preço de 2€, a baguete 1,50€, o pão de sementes fica por 3,60€ também por aproximadamente 680 gramas. “A chiabata funciona ao peso. Uma pode ficar por 1,80€”, explica a gerente-geral.

Carregue na galeria para conhecer algumas das (deliciosas) criações do Ogi by Euskalduna.

ver galeria

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA