compras

6 dicas de verão para quem tem cabelos com caracóis (e quer mantê-los bonitos)

A praia e a piscina podem fazer grandes estragos nos cabelos mais frágeis, mas há vários truques para evitá-los.
Tome nota.

O verão, com os dias quentes e as férias, é a altura do ano em que mais vezes vamos à praia e à piscina e onde até apostamos muitas vezes em fugir à rotina e simplificar alguns cuidados do dia a dia. Isso pode ser ótimo para a nossa saúde mental, mas o mesmo não poderá dizer-se da saúde capilar.

Se tem o cabelo pintado ou com madeixas, por exemplo, é provável que já tenha notado que nesta altura do ano a cor esmorece mais rapidamente ou até ganha tonalidades esverdeadas. Claro que isto não quer dizer que tenha que deixar de ir à praia ou à piscina, mas há cuidados que pode ter para evitar que o cabelo sofra ainda mais nesta época.

Para perceber um pouco mais que cuidados é que devemos ter — sobretudo quem tem cabelos ondulados, encaracolados ou crespos —, a New in Porto falou com a responsável do cabeleireiro The Curlies, Camila Abrantes. O espaço abriu no Porto no final de outubro do ano passado e dedica-se especialmente a quem tem estes tipos de cabelos e que sente, muitas vezes, incompreendido em cabeleireiros que podem não estar tão especializados.

“Os raios solares provocam danos nos cabelos que vão ressecar os fios e que podem até quebrá-los”, começa por dizer, acrescentando: “Cabelos crespos ou encaracolados são mais sensíveis pela sua estrutura e os danos podem ser maiores, por isso é preciso redobrar os cuidados para que não fiquem mais frágeis e quebradiços”.

Segundo a especialista, os raios solares provocam uma maior oxidação nos cabelos e isso leva a cor a desbotar, o que pode acontecer em cabelos pintados mas também em quem tem os cabelos loiros ou castanhos claros. Por outro lado, a água do mar, por ser salgada, resseca e desidrata mais os fios, enquanto a água da piscina, devido ao cloro, altera o pH do cabelo e deixa-o mais poroso, o que pode até levar à perda de queratina e de nutrientes.

Por estes motivos é que se recomenda que depois das férias ou do verão vá até ao salão e aposte num tratamento adequado ao tipo e ao estado do seu cabelo. Além disso, é uma boa altura para fazer um corte, mesmo que seja só nas pontas e sem retirar muito ao comprimento. “Não adianta só tratar porque se as pontas estiverem muito danificadas pode não ser suficiente”, explica Camila.

No caso do The Curlies, existe até um conjunto de tratamentos pensados para esta altura. Podem ser realizados depois das férias, mas também antes ou até durante — no caso de quem não vai para fora e apenas aproveita uns dias na praia ou na piscina mesmo sem sair do Porto.

Falamos do Curly Experience Summer Edition, que tem disponíveis os pacotes de um dia, de um mês ou de temporada — que dura mais ou menos dois meses. Todos eles começam com um diagnóstico do cabelo para perceber as suas necessidades naquele momento, acompanhado de uma conversa com a cliente para entender qual a rotina que faz habitualmente e que adaptações é que pode ter que fazer.

O pacote de um dia custa entre 25€ e 45€ e inclui uma lavagem e higienização, o tratamento específico que o cabelo necessita naquele momento e a finalização e secagem. Por sua vez, o pacote mensal custa 160€ e já inclui quatro tratamentos — um por semana — com as respetivas finalização e secagem, um corte e ainda a oferta de uma máscara de tratamento para continuar os cuidados em casa.

Para quem tiver o cabelo mais danificado ou quiser cuidá-lo ainda mais, o mais indicado poderá ser o pacote de temporada, que custa 220€. Neste caso, inclui seis tratamentos no salão — um por semana no primeiro mês e a cada 15 dias no segundo — com finalização e secagem, um corte e a oferta de uma máscara de tratamento.

Para evitar que o cabelo fique muito danificado durante o verão e ir mantendo os cuidados necessários e adequados a esta época, Camila Abrantes deixa ainda algumas dicas. Carregue na galeria para descobri-las.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA