compras

A princesa Ana despediu-se da mãe com o fato do funeral de Diana e carteira da gift shop

A filha de Isabel II reciclou um outfit com 25 anos. O destaque do look foi o acessório que se vende numa loja de souvenirs.
A princesa é adepta de moda sustentável.

A princesa Ana, de 72 anos, conhecida pelo seu espírito rebelde, optou por cumprir a etiqueta real à sua maneira. O protocolo vestimentar do luto implica o uso de vestidos integralmente pretos, até ao joelho, com poucos detalhes ou adornos e chapéu formal. Os funerais públicos são um dos eventos em que a repetição de roupa é fortemente desaconselhada.

Durante a cerimónia fúnebre de Isabel II, a filha da antiga monarca usou um outfit que se destacou. Após os dias que passou no castelo de Balmoral ao lado da mãe, no regresso a Londres, vestiu o mesmo traje que, há 25 anos, já havia usado no funeral da princesa Diana.

Durante a viagem da urna de Isabel II a partir da Escócia, a irmã do atual rei Carlos III foi vista com um clássico tailleur — um conjunto de saia travada e casaco peplum, da mesma cor e tecido. A última vez em que o vestiu foi em 1997, na cerimónia fúnebre onde já tinha sido usado o broche prateado sobre o ombro esquerdo.

O casaco estilo peplum estava preso com um alfinete de madrepérola, tal como quando o estreou. Na parte de baixo, usou uma saia-lápis e collants pretos opacos. O conjunto agora reutilizado terá sido feito à medida para a princesa, e não são conhecidos pormenores sobre o designer ou o valor do mesmo.

Mais de duas décadas depois, a aristocrata atualizou o look com um styling completamente diferente. Desta vez, surgiu com um lenço em torno do pescoço, que substitui o colar de pérolas com três voltas que usou na altura. Uma outra diferença significativa foi o chapéu, optando desta vez por um acessório mais discreto. Na década de 90, distinguiu-se pelo chapéu com uma voilette escura, ou seja, um véu de rede que cobre o rosto ou apenas parte dele.

A princesa Ana é conhecida pelo seu gosto pela moda vintage e em segunda mão. Uma das suas peças de roupa favoritas é um casaco azul forrado com pelo que usou, pela primeira vez com 20 anos, no casamento de Chris Collins e Susanne Lumb. Foi comprado em segunda mão e, desde então, o sobretudo já foi visto em cinco invernos. O público voltou a vê-lo em 1983, 2006, 2008 e 2013. Um exemplo mais recente, no passado mês de julho, é o blazer de ganga que usou no Lymington Royal Yacht club e que já a acompanha desde os anos 80.

Embora a reutilização do outfit que usou no funeral de Diana tenha sido notada, o que mais chamou à atenção no look foi a carteira escolhida pela princesa Ana. E se pensa que se trata de um acessório de uma casa de luxo com um preço astronómico, desengane-se.

O modelo Balmoral Blue Jura que usou durante a cerimónia fúnebre da mãe vende-se na loja de souvernirs que pertence à propriedade da rainha. O modelo de ombro produzido em couro preto e tartan, custa aproximadamente 92 euros na Balmoral Castle Gift Shop . Desde que foi anunciada a morte da rainha, esta é a única carteira com a qual a princesa Ana foi vista. Se a utilização desta carteira se deve a um imprevisto no guarda-roupa que levou a uma solução criativa ou a uma escolha consciente, é difícil prever.

Carregue na galeria e veja as imagens da carteira, assim como a evolução do estilo da princesa Ana ao longo dos anos.

ver galeria

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA