compras

Loja What the Whale com produtos inspirados no oceano fechou

Algumas das T-shirts e tote bags da marca foram doadas à Lobosonda, empresa de observação de cetáceos na Madeira. Peças já esgotaram.
Fechou a 23 de setembro.

Promover a sustentabilidade, o conceito de slow fashion e peças 100 por cento amigas do ambiente eram alguns elementos, que Peter Pidhainyi e Wojtek Lugowski queriam trazer para o mercado português. Em dezembro de 2022, abriram a sua primeira loja física no outro lado do rio, em Vila Nova de Gaia, a What the Whale, com o objetivo de criar peças únicas que refletissem as duas paixões do casal: o oceano e as baleias.

“O nosso propósito a longo prazo era ajudar monetariamente — e não só — algumas organizações de preservação das baleias e outras espécies marinhas, nos Açores e na Madeira. Infelizmente, não conseguimos alcançar ou, neste caso, angariar recursos suficientes no final para concretizar esta meta”, contam à New in Porto.

O casal vendia peças 100 por cento orgânicas, desde T-shirts, camisolas e tote bags com desenhos e ilustrações criadas por Peter, artista ucraniano de 29 anos. Já Wojtek, de 26, estava encarregue da gestão e finanças. Entre as ofertas do casal, também estavam disponíveis brinquedos alusivos às baleias, criados por amigos em comum, assim como lenços e postais concebidos por Peter.

No entanto, os altos custos de renda e de manutenção da loja online da What the Whale levaram o casal a tomar a difícil decisão de encerrar tanto a loja física como a digital. “Desde dezembro que abrimos a loja física tivemos muita dificuldade em acompanhar o alto custo da renda. Tínhamos a esperança que no verão fosse melhor, mas não foi”, admitem. 

A segunda razão que levou os jovens a encerrar o negócio foi a redução do número de turistas no final do verão. “O nosso objetivo sempre foi termos uma loja física, ter esse contacto real com os nossos clientes, conversar com eles e até criar uma amizade, dar-lhes a oportunidade de ver ao perto e tocar nos produtos. Se calhar, num futuro projeto invistamos mais no digital, para ter outras garantias e certezas”, acrescentam.

A loja encerrou no passado dia 23 de setembro. Depois do encerramento do espaço, o casal decidiu doar algumas das peças restantes, como T-shirts e tote bags à Lobosonda, uma empresa madeirense que se dedica à organização de passeios para a observação de baleias e golfinhos no seu habitat natural. As peças já esgotaram. 

Agora, o casal vai focar-se nas suas carreiras, Peter é artista e Wojtek é contabilista, mas à New in Porto admitiram ter vontade de um dia trazer um novo projeto para a cidade. “É provável trazermos uma aposta e um conceito diferente para a nossa marca, não conseguimos prometer nada agora, mas é uma possibilidade”.

Todavia, face às dificuldades e ao resultado final, o casal mostra-se satisfeito com o trabalho desenvolvido. “Estamos gratos que a What the Whale tenha dado ao Peter a oportunidade de partilhar a sua arte com Portugal e as pessoas. Recebemos aproximadamente clientes de 56 nacionalidades diferentes e pudemos, embora por um curto período de tempo, promover a sustentabilidade e estamos gratos com a experiência que tivemos”, rematam.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA