compras

Os nossos leitores decidiram: esta é a melhor marca de moda do ano

No outono, o projeto portuense criado por três primos, lançou a camisola cool que vai ajudá-lo a combater os dias mais frios.
A marca portuense mais cool, segundo os nossos leitores.

Depois de anunciarmos a Personalidade do Ano para a New in Porto, chegou a hora de começar a revelar os grandes vencedores eleitos pelos nossos leitores nos Prémios NiP 2023. Ao longo do ano, foram muitas as marcas de lifestyle, beleza e moda que chegaram ao Porto e, por outro lado, projetos já existentes que lançaram coleções originais.

Um desses exemplos é o Projeto Serra, uma proposta de três primos portuenses, que ocupou o primeiro lugar no pódio, com 38 por cento dos votos. O sonho começou em 2020, quando a pandemia impediu a tradicional viagem internacional em família que Tiago Pinto, João Duarte e Ricardo Amaral costumavam realizar para expandir os seus horizontes. O objetivo da marca era um: reforçar a ligação e amizade entre os primos.

Contudo, esta ligação existia graças às aventuras de miúdos, quando eram escuteiros, tendo um elemento em comum: a natureza. Quando os responsáveis pelo projeto souberam o resultado das votações, não deixaram de lado o grande factor que deu (e dá) sentido ao Projeto Serra: “Este prémio deixa-nos muito felizes, porque foi exatamente por isto que criámos o Projeto Serra: para voltar a ligar o mundo urbano à natureza, às suas pessoas e tradições. Acreditamos que parte dos problemas sociais e naturais que enfrentamos nascem da desconexão do dia a dia a estes territórios”.

A primeira coleção foi lançada em 2021, em homenagem a quatro serras portuguesas: a Montanha do Pico, a Serra da Estrela, a Serra da Freita e o Parque Nacional Peneda Gerês. O facto de terem frequentando os Escuteiros permitiu-lhes conhecer os locais mais “autênticos” do País, assim como a vida do campo. O foco da marca é então produzir camisolas, casacos ou coletes, peças fundamentais em qualquer acampamento.

“É com muito orgulho que vemos que o Projeto Serra não é apenas uma marca de moda, mas pelos seus valores e peças, é o mote para voltar a olhar, discutir e promover as nossas montanhas, quem lá vive e o que por lá se faz. Muito obrigada a todos por estarem desse lado e à NiP pela distinção”, revelaram os fundadores.

Em setembro, a marca voltou-se para a cidade, sem deixar o campo e a natureza do lado. “Concreto” é o nome da nova camisola, que lhes valeu o primeiro lugar na votação e que surge da vontade de aproximar Portugal de todos os portugueses e do mundo, lembrando que tudo é beleza. Seja no campo ou na cidade, a natureza é democrática e transversal. Além disso, todas as peças pretendem ou reinventam a forma como podemos olhar para o vestuário mais rural, criando a consciência da presença dos detalhes naturais no meio da correria do dia a dia.

Pormenores da camisola.

Na altura do lançamento, Tiago, João e Ricardo revelaram à NiP a sua vontade de quebrar a ligação direta com a ruralidade: “Nós já estávamos na cidade, mas com a Concreto queremos quebrar esta ligação direta que tínhamos à ruralidade. Queremos que percebam que estamos no campo e na cidade. Que os dois meios coexistem, até porque é na cidade que todos circulamos, vivemos a nossa rotina e queremos que as peças do Projeto Serra na cidade, nos dias corridos, sejam um ‘friendly reminder’ da natureza de cada um. Sobretudo, queremos que mais pessoas se interessem e vistam ‘a camisola’ das nossas missões e valores. A Concreto pareceu-nos irreverente e democrática o suficiente para abrir as portas a este diálogo”.

Esta camisola, à semelhança das restantes peças da marca, é de tecido polar. Contudo, o que salta à vista são as cores escolhidas, que não foram deixadas ao acaso. O cinza concreto, o lilás lavanda e o verde elétrico como exagero da natureza que “rasga” o alcatrão, são o novo “cool statement” da temporada. Numa simples camisola, estes primos querem mostrar a força da natureza na cidade, que arranja forma de romper o concreto ou o alcatrão.

A camisola “Concreto” encontra-se à venda no site oficial da marca, por 119€, e está disponível do tamanho S ao XL, como as restantes peças da marca. Pode ainda seguir as redes sociais do projeto para ficar a par das novidades.

De seguida, carregue na galeria para conhecer pormenores desta peça, assim como de outras propostas que a marca tem disponível — e que são um aconchego para os dias frios que aí vêm.

ver galeria

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA