compras

Peter é ucraniano, Wojtek é polaco. Adoram o Porto e abriram uma loja com produtos inspirados no oceano

Estão juntos há cinco anos e criaram um projeto em Vila Nova de Gaia: o What The Whale. Há T-shirts, tote bags, sweats e cachecóis.
O casal.

Já estiveram na Polónia, na Suíça, em Malta e agora, chegou a vez de Portugal. Peter Pidhainyi, de 29 anos, e Wojtek Lugowski, 25, conheceram-se em 2018 e estão juntos desde então. No Porto, encontraram um refúgio seguro e o espaço que tanto procuravam para avançar com o What The Whale, o projeto inspirado no oceano e na vida marinha que começaram a desenvolver em julho de 2022.

“Começámos em Lisboa com uma loja online e queríamos abrir uma física”, começa por contar à New in Porto Wojtek. “É muito difícil encontrar um espaço em qualquer sítio de Portugal mas tivemos a sorte de achar um no Porto e mudámo-nos para cá”, diz, acrescentando que vieram para Vila Nova de Gaia em novembro e no mês seguinte, abriram a loja.

No número 239 da Rua General Torres, o casal arrendou um espaço que pintaram, decoraram e escolheram os móveis por conta própria. “Fizemos tudo sozinhos e as pessoas adoram a nossa loja”, sublinha. “Às vezes, vêm e não têm dinheiro para comprar alguma coisa, mas adoram a ideia, seguem-nos nas redes sociais e apoiam-nos. É uma ótima experiência”, partilha. 

Na What The Whale, Peter e Wojtek vendem T-shirts, tote bags, sweats e cachecóis. “Muitas pessoas apoiaram-nos desde o princípio quando não éramos muito visíveis”, diz. “Desde que abrimos a nossa loja física, há muita gente a vir cá só para apoiar-nos, ver os designs e dar feedbacks a dizer que os produtos são lindos e têm uma ótima qualidade”, acrescenta.

A ideia de criar o próprio negócio surgiu em 2021, quando se mudaram para Portugal. Peter é designer e todos os produtos disponíveis na What The Whale são desenhados por si. Além disso, sempre foi apaixonado pelas baleias.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by What The Whãle 🐳 (@whatthewhale.pt)

“Há muito tempo que queríamos abrir um projeto nosso mas não sabíamos o quê. Em Portugal, como estamos perto do oceano e o Peter sempre gostou de baleias, decidimos que seria What The Whale. Queríamos promover a sustentabilidade, diversidade na slow fashion e decidimos seguir com a ideia”, diz Wojtek.

Antes de dar início ao projeto, o casal pesquisou diversos materiais sustentáveis e acabou por escolher o produzido pela Stanley/Stella, uma empresa fundada em 2012 que vende roupas com um material 100 por cento orgânico. “Estávamos à procura de tecidos que fossem sustentáveis e eco-friendly. Encomendamos as T-shirts de Espanha e o material é algodão orgânico, é suave e a qualidade é muito boa. Desde que começámos a vender, ninguém reclamou”, realça. 

Entre todos os produtos disponíveis, o favorito do casal é a T-shirt com o nome e logo da marca. Esta também é a bestseller da loja, nas cores pretas e azuis e está disponível por 25€. “Muitas pessoas adoram o nosso nome em especial as que vêm de países onde se fala inglês porque tem várias associações como ‘What The Hell’ [mas que diabos , em português] e todos nos dão feedbacks ótimos”, avança. 

O que o casal gosta mais no Porto é a arquitetura, as pessoas e a comida — em especial os doces. “Há muita gente criativa a vir para o Porto e de países muito diferentes”, realça. “Não falamos português, apenas o básico e não conseguimos manter uma conversa por muito tempo e isso foi outro desafio que enfrentámos. Apesar da maioria das pessoas cá falarem inglês, queremos aprender a falar português mas leva algum tempo”, explica. 

Além da T-shirt favorita dos fundadores e dos clientes, pode comprar as tote bags (que agora estão em promoção por 12€), as sweats (35€) e outras T-shirts com designs variados como da Ucrânia, da bandeira LGBTQIA+ e mais tradicionais como a do logo da marca — uma baleia — a beber o vinho do Porto.

Carregue na galeria para conhecer alguns produtos da What The Whale. 

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA