compras

Portugal é um paraíso para as low cost. A Kik, a marca alemã das pechinchas, já abriu

É uma rival da Primark e da Pepco, que só chega em 2023. A empresa germânica prepara-se para inaugurar mais cinco espaços.
A empresa continua a expandir-se.

Portugal tem revelado ser um solo fértil para o contínuo surgimento de propostas de vestuário, têxteis e artigos para a casa a preços low cost. Depois do anúncio da abertura da Pepco, a rival polaca da Primark, há uma nova loja que pretende ganhar espaço neste segmento do retalho nacional. A marca alemã Kik abriu a sua primeira loja no passado sábado, dia 24 de setembro, no Retail Park dos Carvalhos, na freguesia de Pedroso, em Vila Nova de Gaia. Além desta inauguração, a empresa têxtil germânica tem mais cinco aberturas previstas no País.

Prevê-se que, nos próximos meses, passem a existir novos espaços nas zonas do grande Porto, da grande Lisboa e no Algarve, ainda sem datas confirmadas. Vão juntar-se às mais de 4 mil lojas da marca em 14 países da Europa.

À semelhança da Primark, por exemplo, a empresa têxtil também não tem loja online. A Kik promete que os clientes podem ficar vestidos da cabeça aos pés por 30€, ou seja, um valor muito atrativo para quem pensa na carteira antes de comprar cada peça.

“A KiK é uma empresa em forte crescimento. A expansão para novos mercados faz parte da nossa estratégia de desenvolvimento, com a qual a KiK se tornou, nos últimos anos, uma das principais empresas de retalho da Europa”, refere Fernando Strubing Gomes, diretor-geral da Kik de Portugal e Espanha.

Carregue na galeria para descobrir algumas das peças e artigos que poderá encontrar na nova loja. Os preços variam entre os 1,50€ no caso das blusas aos 25€, no caso dos casacos. Da roupa para miúdos às peças de decoração para a casa, nenhum artigo ultrapassa este valor.

ver galeria

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA