« 10 filmes e séries queer para celebrar o Mês do Orgulho LGBTQIA

“Boylesque” (Max)

O filme é um retrato comovente de Bogna Kowalczyk do artista drag de 82 anos Andrzej Szwan, que sobe ao palco sob o nome Lulla La Polaca. Szwan mora na Polónia, um país recheado de sentimentos e legislação anti-LGBTQ+, O polaco não só vive na pele de artista mas também de ativista, apesar do rumo incerto dos direitos LGBT no país. É um filme que espelha a resiliência e o empenho de Szwan, mais do que um retrato da vida da comunidade na Polónia. Estreou em 2022 no Festival Internacional de Documentários Hot Docs, no Canadá, onde Kowalczyk ganhou o prémio de Realizador Internacional Emergente.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO