cultura

10 minisséries obrigatórias para ver (ou rever) no streaming

São o equilíbrio perfeito entre filmes demasiado longos e séries sem fim. Têm sido uma aposta dos últimos anos, com enredos de qualidade.
“Chernobyl” foi um sucesso em 2019.

Muitas vezes, não há paciência nem disposição para ver um filme de duas horas, especialmente se for um enredo intenso. Por outro lado, ver uma série pode ser um perigo para quem se esquece do mundo lá fora e fica preso num binge-wathcing sem fim, sobretudo quando se tratam de mais de três temporadas. O ideal seria arranjar um meio-termo. Mas qual? 

As minisséries vieram resolver o dilema de muitos nós. Não se arrastam tanto como acontece com várias séries, e desenvolvem com bastante qualidade a história e os personagens — como acontece nos melhores filmes. 

Pode escolher perder um fim de semana ou um dia (mais não mais do que isso) para completar uma obra, ou simplesmente ver um episódio, se não estiver no mood dos clássicos 120 minutos de uma longa-metragem.

Nos últimos anos, a aposta das plataformas streaming, das mais populares às mais independentes, têm dado lugar a vários títulos que ficam na história das minisséries. Das mais dramáticas, às mais históricas, não esquecendo as que são leves e cómicas, existe todo um catálogo de possibilidades para todos os gostos. 

Chernobyl” foi uma das produções do momento, criada em 2019 por Craig Mazin. Em apenas cinco episódios, a obra fala dos eventos do acidente nuclear de 1986, na Ucrânia — uma das piores catástrofes provocadas pelo homem na história. Retrata a vida dos homens e mulheres que se sacrificaram para salvar a Europa de um desastre inimaginável.

Na 71.ª cerimónia do Emmy Awards, o programa recebeu dezanove indicações, vencendo nas categorias de Melhor Minissérie, Direção e Roteiro. Pode encontrar a minissérie na Max — antiga HBO. 

Já “It’s a Sin”, criada por Russel T Davies retrata a vida de um grupo de amigos LGBTQ+, em Londres, durante os anos 80, aquando da crise de HIV/SIDA no Reino Unido — uma dos programas mais assistidos na plataform All 4, no país, mas que aqui pode assistir na Max.

Por sua vez, “The Virtues” retrata o desespero de Joseph, quando a sua ex-esposa e filho se mudam para a Austrália, deixando-o sozinho em Inglaterra. O protagonista decide regressar à sua cidade natal, na Irlanda, para procurar a irmã que não vê há mais de 30 anos. De forma inesperada, isso fá-lo desenterrar um incidente do seu passado, reprimido há muito tempo. A série co-escrita por Shane Meadows e Jack Thorne em 2019, pode-se assistir na Flimin, a plataforma de cinema independente. 

Finalmente, “Our Boys” é baseada, infelizmente, numa história real. Em 2014, um jovem de 16 anos foi raptado, para mais tarde ser encontrado violentamente espancado e carbonizado. O crime, que aconteceu nos arredores de Jerusalém, vitimou um jovem árabe, Mohammed Abu Khdeir. O incidente haveria de acender o rastilho de uma nova guerra entre Israel e Palestina. Durante 10 episódios, este drama policial de 2019 trata uma das mais relevantes divisões do cenário político e internacional atual. Pode-se assistir na Max.

Estas são apenas algumas das alternativas que pode ver e rever nos canais de streaming habituais. Carregue na galeria para conhecer as 10 sugestões de minisséries da NiP.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA