cultura

Caminho de Santiago está retratado em exposição no Parque da Cidade

A iniciativa que assinala o Xacobeo 21-22 decorre de 13 de setembro a 16 de outubro.
Fotografia com direitos reservados, retirada de Porto.

É já a partir desta terça-feira, 13 de setembro, que poderá ver a exposição “Percorrer o Tempo. Visões Contemporâneas do Caminho”, no Parque da Cidade. A mostra dedicada ao Caminho de Santiago ficará patente até 16 de outubro, domingo.

Oferecendo “uma visão multifacetada e contemporânea do Caminho de Santiago”, como explica a Câmara Municipal do Porto no seu site, esta exposição marca o Xacobeo 21-22, numa parceria com a Fundação La Caixa e com a Xunta da Galiza. Para concretizá-la, foram escolhidos dez fotógrafos nacionais e estrangeiros cujo objetivo era darem a sua visão e reinterpretação do percurso que ao longo dos anos tem vindo a mostrar fortes componentes históricas, religiosas e também turísticas.

“O fotógrafo português André Cepeda ficou responsável pelo caminho português, ao qual se juntaram os artistas galegos Carla Andrade, Luís Díaz Díaz, Iván Nespereira, Bandia Ribeira e Lúa Ribeira, à inglesa Olivia Arthur, ao francês Michel Lebelhomme e a Cristina de Middel e Miguel Ángel Tornero”, diz a autarquia.

Para recolher o material que agora pode ser visto em exposição, os artistas percorreram vários troços do Caminho de Santiago em busca dos significados mais atuais de caminho, caminhada ou até de peregrinação. A nível internacional, a exposição começou o seu percurso em Roma e chega ao Porto onde vai ficar durante cerca de um mês.

Com entrada livre, “Percorrer o Tempo. Visões Contemporâneas do Caminho” está instalada em seis contentores de transporte marítimo, sendo que um deles serve como posto de informação e os outros são salas de projeção. Pode ver a mostra todos os dias entre as 11 e as 19 horas.

O Reservatório, no Museu da Cidade, vai apresentar ao mesmo tempo um workshop dedicado à temática a 13 e 14 de setembro, entre as 9h30 e as 13h30. Esta quarta-feira, 14 de setembro, André Cepeda vai conduzir uma conferência sobre o tema que será de acesso livre e está marcada para as 21 horas no Auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA