cultura

Está aí mais uma edição do festival Porta-Jazz — e traz várias estreias

De 4 a 6 de fevereiro, o Teatro Rivoli vai receber mais de 80 músicos nacionais e internacionais.
Fotografia de João Queirós para Porto.

A 12.ª edição do festival Porta-Jazz começa esta sexta-feira, 4 de fevereiro, e prolonga-se por três dias. O Teatro Rivoli vai ser o palco do evento que vai contar com mais de 80 músicos nacionais e internacionais.

A agenda do festival tem 17 espetáculos dos quais fazem parte, por exemplo, o lançamento do novo álbum de Manuel Linhares, “Suspenso” ou a estreia de Joana Raquel com Miguel Meirinhos, no álbum “Ninhos”. O brasileiro António Loureiro também vai estar pela primeira vez no festival, acompanhado pelos guitarristas Kurt Rosenwinkel e Pedro Martins e pelo baterista Obed Calvaire.

“Serão também apresentados os álbuns ‘A Tribo’, do coletivo Coreto, ‘D’, dos Puzzle 3 que junta Pedro Neves, João Paulo Rosado e Miguel Sampaio, ‘Otro Cielo’, de Demian Cabaud, ‘WIZ’, do trio com o mesmo nome composto por José Pedro Coelho, Wilfried Wilde e Iago Fernández, e ‘Dança dos Desastrados’, de Miguel Ângelo”, diz a autarquia.

Resultado de uma residência com André Fernandes, João Mortágua, Gil Silva, José Carlos Barbosa e Diogo Alexandre, “Conexão” vai encerrar esta edição. Durante o festival vão ainda ser apresentados os trabalhos de uma residência artística com músicos das associações Robalo e Porta-Jazz — de Lisboa e Porto — e da AMR, de Genebra, na Suíça.

A programação completa do Porta-Jazz está disponível no site do evento, sendo que os bilhetes também já estão à venda — tanto nas bilheteiras do Teatro Municipal do Porto como online.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA