cultura

Fundador dos GNR apresenta novo disco a solo no Porto

Toli César Machado revela à NiP que o concerto na Casa da Música trará muitos convidados e outras surpresas.
É já este domingo, 18 de fevereiro.

É conhecido como um dos compositores mais emblemáticos da música pop dos últimos 40 anos em Portugal. Fundador dos GNR, Toli César Machado apresenta o seu novo disco a solo, “Noir”, na Casa da Música, no Porto. O espetáculo acontece este domingo, 18 de fevereiro.

“É um álbum no seguimento do anterior, ‘Espírito — Contrário da Escuridão, lançado já em 2018. Na altura, não tive oportunidade de apresentar esse primeiro disco. Dessa forma, o espetáculo deste domingo vai servir para dar a conhecer oficialmente, ao vivo, ambos os trabalhos”, começa por contar o músico portuense à NiP, acrescentando: “São discos que evocam um processo muito solitário e pessoal meu, sendo que eu toco a maioria dos instrumentos utilizados nas músicas”.

“Noir” tem como inspiração um estilo cinematográfico dos anos 40 e conta com a participação de vários artistas nacionais. Foi gravado nos estúdios do músico de 62 anos no Porto, contando com algumas gravações de artistas, produzidas em estúdios em Lisboa. “O disco contém músicas que facilmente poderiam estar incluídas num filme negro, mas com um final feliz”, admite.

Desta forma, o novo álbum incorpora não só uma viagem pelo imaginário da estética que marcou as artes nos anos 40, como a lusofonia, componente característica das letras do fundador e compositor da banda portuense GNR.

“Acredito que o disco tem muito esta componente de levar os ouvintes à música e ao cinema dos anos 40 e ao ambiente da altura, muito à volta de casinos e bailarinos, tem também uma certa portugalidade. Apesar de estar bem presente porque foi esse o meu intuito, o disco também está aberto às interpretações de quem o ouve”, afirma.

“Calipso Amor” com Ela Vaz foi o single de estreia deste novo álbum. A artista foi dada a conhecer num casting feito pelo amigo do músico, Hélder Moutinho, e vai estar sempre em palco com Toli, não só para interpretar as músicas que tem em conjunto no disco, como para dar apoio àquelas músicas que têm outros convidados que não possam estar presentes nos futuros espetáculos.

“Noir” conta também com a participação de artistas como Marisa Liz, Valter Lobo, Marcela Freitas, Hélder Moutinho, Zeca Medeiros e Ricardo Parreira e a colaboração dos músicos Ianina Khmelik, Luísa César Machado, Wallow Choir e Telmo Marques.

Este domingo, Toli vai partilhar o palco com alguns dos artistas deste novo lançamento, assim como do disco anterior. Adolfo Luxúria Canibal, Ela Vaz, Marcela Freitas, Ricardo Parreira, Valter Lobo, Wallow Choir e Hélder Moutinho são alguns dos músicos que vai poder ouvir no concerto na Casa da Música. Por sua vez, Manu Idhra estará na percussão, Rui Maia no teclado e guitarra, Luísa César Machado no baixo e Ianina Khmelik no violino.

O concerto está marcado para as 21h30 naquela que é para Toli César, uma “segunda casa”. Ainda há bilhetes à venda online, com preços a variar entre os 18€ e os 20€. A estação de metro de Casa da Música fica próxima do espaço cultural portuense.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA