cultura

Já estreou o novo concurso de “Harry Potter” — e é mesmo para os potterheads hardcore

O cenário e a presença de Helen Mirren são absolutamente mágicos. O favoritismo por Gryffindor volta a ser tradição.
O primeiro episódio estreou a 28 de novembro.

Este tem sido um ano em grande para todos os fãs de “Harry Potter”. A saga celebra duas décadas e foi anunciada uma reunião do elenco que marcou uma geração. Além disso, estreou a 28 de novembro um novo projeto relacionado com este mundo mágico. Muitos queriam que fosse uma continuação ou uma prequela da história criada por J.K. Rowling mas, na verdade, é um concurso para os maiores fãs da franquia. 

Assim que a série começa, somos imediatamente apresentados a um cenário que nos transporta para Hogwarts. As velas flutuantes e vários adereços icónicos, como a snitch dourada e o chapéu selecionador usado nos filmes, marcam presença. Mais mágica ainda é a Dama Helen Mirren, a apresentadora do concurso, que, aos 76 anos, se apresenta com todo o glamour que ocasião exige.

A saga contará com quatro episódios, onde as várias casas de Hogwarts competirão umas contra as outras. Na estreia de “Harry Potter: Hogwarts Tournament of Houses” as equipas selecionadas foram Gryffindor e Hufflepuff. 

A escolha dos concorrentes é uma referência a uma das cenas mais conhecidas da história, com cartas a voar. Tal como Harry Potter, também Hellen Mirren lutou para apanhar as missivas que percorriam o ar a alta velocidade, em vez de escolher aquelas que já estavam no chão.

Cada equipa conta com três membros, e é aqui que se comprova a universalidade do mundo cujo primeiro livro foi lançado em 1997. Se alguns dos concorrentes não eram vivos nessa altura, como Sophia de 15 anos, que leu os livros todos quando tinha seis, outros já eram adultos e, provavelmente, pais, tal como David, um reformado de 77 anos que descobriu as aventuras do feiticeiro graças à sua mulher, uma bibliotecária que o informou que a obra que estava a ser um sucesso entre os mais novos. Numa reviravolta bastante chocante, foi este adorável velhinho que acabou por carregar os Hufflepuff às costas.

Todos aqueles que já viram os filmes sabem a preferência que sempre existiu por Gryffindor — afinal de contas era a casa da personagem principal. Esse favoritismo parece ter sido, em certa medida, homenageado neste novo concurso, uma vez que as perguntas para esta equipa pareciam ser muito mais fáceis do que as questões dirigidas à equipa de Hufflepuff.

Na ronda inicial é atribuído um filme, em torno do qual surgem vários jogos. No primeiro, é mostrada uma cena de onde surge uma pergunta. No caso dos Gryffindor, a resposta era bastante simples, visto que apareceu num grande plano com o objeto em questão em destaque. Quando chegou a vez da outra equipa, a mesma só podia ser vista durante o que parecia uma fração de segundo, mas isso não impediu David de arrecadar dez pontos para a sua casa.

Enquanto algumas perguntas se baseavam na atenção aos detalhes, outras eram mesmo para os fãs hardcore de “Harry Potter”, que já alargaram os seus conhecimentos para além dos filmes. Uma das questões, por exemplo, pedia aos concorrentes para completarem uma frase das publicações de J.K. Rowling. Até o infame livro (e peça de teatro) “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada” teve direito a uma questão.

Não são só o cenário e as perguntas que tornam este programa num verdadeiro presente para os amantes das aventuras de Harry Potter e os seus amigos. Durante o primeiro episódio (e de certeza que o mesmo acontecerá nos seguintes), vários atores dos filmes tiveram uma participação especial. Luke Youngblood quase voltou a encarnar o papel do sempre entusiasmado Lee Jordan, que narrava e dizia os pontos durante os jogos de Quidditch, visto que no formato apresentado por Mirren acaba por fazer o mesmo.

Os membros de Gryffindor tiveram direito a uma pergunta feita por Matthew Lewis, o envergonhado mas destemido Neville Longbottom. Para a equipa de Hufflepuff, o cameo foi muito mais dececionante, uma vez que a produção optou por trazer um dos atores que interpretou um fantasma. Mas é compreensível, uma vez que, além de Cedrig Diggory (Robert Pattinson), esta equipa não tem nenhuma personagem emblemática. 

“Harry Potter: Hogwarts Tournament of Houses” tem muitas semelhanças com vários outros programas do mesmo estilo. Com a ajuda do público, transporta-nos para o “Quem Quer Ser Milionário”, e com as respostas intermináveis dos super-fãs que pretendem mostrar todo o seu conhecimento, lembra-nos o “Joker”.

O primeiro episódio terminou de uma forma que ninguém esperava: Hufflepuff saiu vitoriosa, algo que raramente acontecia na saga, enquanto Gryffindor — sempre a favorita à vitória em todas as competições dos filmes e livros — acabou por perder. Mas, segundo Helen Mirren explicou, ainda terão a oportunidade de fazer um regresso vitorioso. Aguardemos então pelas cenas dos próximos episódios.

Carregue na galeria para descobrir todas as séries que estreiam no mês de dezembro nas plataformas de streaming e nos canais de televisão.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA