cultura

Museu Judaico do Porto vai ser distinguido com comenda de mérito

O título é atribuído pelo Conselho de Minerva e a cerimónia está marcada para 22 de setembro.
Fotografia de Museu Judaico do Porto.

O Conselho de Minerva, a Associação de Antigos Alunos da Universidade Federal do Rio de Janeiro, vai atribuir a comenda do Colar do Mérito Pedro, O Libertador ao Museu Judaico do Porto. A cerimónia está marcada para as 18h30 de 22 de setembro, dois dias antes de se assinalarem os 188 anos da morte de D. Pedro IV de Portugal e I do Brasil.

“O Conselho de Minerva atribui a comenda ao Museu Judaico do Porto, pela prestação de um serviço de interesse público, notório em matéria de educação e pela sua influência histórica da comunidade judaica na cultura brasileira, sendo esta uma das formas eleitas por este Conselho para comemorar o Bicentenário da Independência do Brasil”, explica em comunicado.

O documento acrescenta ainda as palavras do presidente da Minerva, Sebastião Amoêdo de Barros, que salienta “o importante papel educativo do Museu Judaico do Porto para a Liberdade e o apoio da comunidade judaica às lutas liberais e a D. Pedro IV, não apenas com recursos financeiros, mas também com a própria vida de muitos dos seus filhos que lutaram efetivamente no cerco do Porto”.

O Museu Judaico do Porto retrata a história da comunidade judaica na cidade, começando ainda antes da fundação do Reino de Portugal e acompanhando a sua evolução até aos dias de hoje. Além deste museu, a cidade conta ainda com o Museu do Holocausto do Porto e a Sinagoga Kadoorie.

A neta do capitão Barros Basto, fundador da comunidade judaica do Porto, é hoje a vice-presidente da própria comunidade, Isabel Ferreira Lopes, e recorda também em comunicado algumas curiosidades do avô. “Um liberal por excelência, tendo sido ele quem ergueu a bandeira da Primeira República na Câmara Municipal do Porto. Foi sempre um grande estudioso da História portuguesa e judaica”.

Antes da cerimónia da entrega da comenda, a comitiva terá oportunidade de fazer uma visita guiada ao Museu do Holocausto, que é o primeiro do género na Península Ibérica. Depois disso, ao início da noite, será feita uma homenagem a D. Pedro IV no Hotel da Música, com um concerto de piano que incluirá algumas músicas do próprio rei.

Carregue na galeria para descobrir um pouco mais sobre o Museu do Holocausto do Porto.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA