cultura

O primeiro disco dos Repórter Estrábico faz 30 anos — e eles vão falar sobre isso

O evento está marcado para 25 de julho na Fonoteca Municipal do Porto. A entrada é gratuita mas limitada.
Para os fãs

Há mais uma conversa aberta para assistir nos jardins da Fonoteca Municipal do Porto. Desta vez, os convidados são os Repórter Estrábico e o evento vai acontecer no próximo domingo, 25 de julho, às 17 horas.

O baixista e o guitarrista da mítica banda portuense, Anselmo Canha e Paulo Lopes, respetivamente, vão falar sobre os 30 anos do primeiro álbum da banda, “Uno Dos”. O evento chama-se “Disco Pesado: Os Repórter Estrábico nos Trinta Anos de Uno Dos” e vai contar com a moderação do responsável pela programação e arquivo da Fonoteca, Armando Sousa.

Os Repórter Estrábico começaram a sua carreira em meados da década de 80, autodenominando a sua música de “tecno pop irónica”. Depois do primeiro disco, em 1991, seguiram-se outros cinco, tendo sido lançado o último em 2004. Mais tarde, a banda regressou aos palcos em 2017. No ano seguinte lançou o single “Separa o Lixo”. Este regresso foi feito por Luciano Barbosa, Anselmo Canha, Paulo Lopes e Manuel Ribeiro, membros da formação inicial.

A entrada para o evento é gratuita, embora esteja limitada devido à lotação do espaço e à necessidade de cumprir todas as normas da DGS. Assim, para assistir, deverá fazer a reserva de lugar através de email (fonoteca@nullcm-porto.pt), num máximo de dois lugares por pessoa. Todas as informações estão disponíveis no site da Fonoteca.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA