cultura

Pedro Abrunhosa vai ter uma placa com o seu nome no Coliseu do Porto

A cerimónia decorre na próxima quinta-feira, 23 de maio, e vai contar ainda com um concerto de piano do músico portuense.
A data assinala ainda os 30 anos do álbum “Viagens”.

Em 1995, o Coliseu do Porto recebeu a ameaça de ser vendido a um culto religioso. Entre os populares que se juntaram numa manifestação espontânea, houve um que se destacou da multidão: o músico portuense Pedro Abrunhosa. 

Perante o risco de perder a sala de espetáculos, protagonizou um dos momentos mais simbólicos do movimento civil, algemando-se ao edifício. O alcance desta manifestação popular sem precedentes levou à reversão da venda e à formação da Associação Amigos do Coliseu do Porto.

Na próxima quinta-feira, 23 de maio, esta associação organiza uma cerimónia em homenagem ao músico, para reforçar a sua ligação à história desta sala de espetáculos. O evento tem como objetivo gravar o nome de Abrunhosa nas paredes do Coliseu, sendo a quinta placa comemorativa de um artista a ser afixada nas paredes do foyer do edifício.

A data também não foi escolhida ao acaso, pois marca os 30 anos do primeiro e seminal álbum de Pedro, “Viagens”. O momento, com convite fechado, contará com uma performance do artista ao piano. A estação de metro dos Aliados fica próxima do Coliseu do Porto.

Pedro Abrunhosa já subiu ao Coliseu do Porto dezenas de vezes, em nome próprio, com concertos esgotados, tendo também conquistado o público como músico convidado. Em todos estes momentos, marcou sempre a plateia, contribuindo para alguns dos melhores momentos dos 82 anos de história da entidade cultural portuense. 

O espaço do Coliseu que terá o nome do artista.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA