cultura

Porto marca bicentenário da Independência do Brasil com um programa cultural

Há exposições, música, teatro e cinema dedicados a este tema especial e à sua ligação à cidade.
Fotografia de Guilherme Costa Oliveira para Porto.

Esta quarta-feira, 7 de setembro, assinala-se o bicentenário da Independência do Brasil. O Porto não deixa passar a data em branco e tem preparado um programa cultural especial.

Como forma de “celebrar a enorme diversidade e riqueza da cultura brasileira”, a iniciativa MPB — Movimento Porto Brasil tem preparada uma exposição, um teatro musical, uma mostra de cinema documental e uma residência artística no Coliseu do Porto, como explica a autarquia no seu site.

Até 15 de novembro, terça-feira, a exposição “Contracapa” vai poder ser visitada gratuitamente no Coliseu do Porto em dias de espetáculos. Esta exposição apresenta 20 ilustrações de Júlio Dolbeth com as interpretações do artista de capas de discos famosas de músicos como Caetano Veloso, Elis Regina, Maria Bethânia ou Chico Buarque.

Também no Coliseu mas de 15 de setembro a 15 de novembro, a Mostra de Cinema Documental Brasileiro vai trazer exibições inéditas e algumas projeções de obras marcantes da cultura brasileira. A iniciativa é do Porto/Post/Doc, através do programa “Há Filmes Na Baixa!”.

O programa apresentado no Coliseu do Porto vai contar ainda com debates, mesas redondas ou até a apresentação de uma adaptação do teatro musical “Gota d’Água {Preta}”, de Chico Buarque e Paulo Pontes.

Quanto às iniciativas da autarquia, explica no seu site que o edifício dos Paços do Concelho será iluminado com as cores da bandeira do Brasil durante as 24 horas do dia 7 de setembro. Pelas 18 horas, o Instituto Pernambuco Porto Brasil receberá o debate “Desafios sociais”, integrado no Fórum Independência com Integração.

No fim de semana, a 10 e 11 de setembro, o coração de D. Pedro IV estará novamente em exposição no Salão Nobre da Irmandade da Lapa — depois de regressar do Brasil a 9 de setembro. Esta mostra termina na Igreja da Lapa, no domingo, pelas 16h30, com a cerimónia da guarda, que incluirá um momento musical onde obras de J. S. Bach, Marcos Portugal e D. Pedro IV serão tocadas no Monumental Órgão de Tubos.

O programa especial dedicado ao bicentenário da Independência do Brasil desenvolvido pela Câmara Municipal do Porto está ainda disponível para consulta no site da autarquia.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA