fit

9 dicas para se manter hidratado nos meses mais frios

Há alguns truques que pode fazer para cumprir os objetivos diários. A nutricionista Sandra Ribeiro conta tudo à New in Porto.
Beba água

Beber — ou não — água na quantidade diária necessária é um problema comum e nem sempre é fácil cumprir com as metas que os médicos e nutricionistas traçam para nós. Se no verão o próprio corpo pede que bebamos mais, quando chega o frio a tarefa pode tornar-se mais complicada, seja por preguiça de levantar o sofá para ir beber ou não termos tanta sede.

Para perceber como é que podemos melhorar este aspeto do nosso dia a dia, a New in Porto falou com a nutricionista Sandra Ribeiro, do Hospital CUF Porto. A especialista tem formação também em coaching nutricional, é licenciada em Ciências da Educação e concluiu recentemente a formação de Clinicians Culinary Health Education Fundamentals Coaching, pelo Institute of Lifestyle Medicine/Harvard Medical School, nos EUA. Tal como faz através das suas páginas de Facebook e Instagram, a autora do livro “Leve para Sempre” partilha algumas notas sobre a questão da hidratação e da sua importância durante os meses mais frios.

Para começar, “60 a 70 por cento do nosso organismo é constituído por água”, o que é uma boa justificação para o facto de esta ser tão necessária para a nossa saúde. Ao mesmo tempo, Sandra Ribeiro explica que a água tem um papel fundamental em áreas como transporte de nutrientes para as células, controlo de apetite, controlo da temperatura corporal, elasticidade da pele, auxílio no processo digestivo, eliminação de impurezas no organismo ou regulação do trânsito intestinal.

A nutricionista.

Apesar de todos os benefícios e de sabermos que há uma espécie de opinião generalizada de que devemos beber cerca de um litro e meio de água por dia, isso nem sempre é assim tão linear. A especialista explica a razão e como podemos calcular a quantidade necessária para o nosso caso particular.

“Uma forma bem simples, no caso dos adultos, é multiplicar o seu peso corporal por 35. O resultado corresponde à quantidade de água que deverá ingerir diariamente.”

Isto quer dizer que, por exemplo, um adulto com um peso de 60 quilos deverá beber por dia 2,1 litros de água. Para tornar os cálculos ainda mais simples, pense que se beber uma garrafa de um litro de água mais uma infusão a meio da manhã e outra a meio da tarde, facilmente chega a um litro e meio. Quando a isto junta o hábito de beber água à refeição, facilmente chegará aos dois litros de água por dia.

“Só precisa de começar. Mesmo que não atinja o objetivo diário, ao adotar a ideia de fazer mesmo sem ser perfeito, já estará a contribuir para a saúde e equilíbrio do seu corpo”, garante a nutricionista.

Além disto, deve ainda ter em conta que em alturas em que a temperatura é mais alta, quando faz atividade física, em casos de transpiração ou de perdas por vómitos ou diarreia, deverá aumentar a sua ingestão diária de água.

Como sabemos que criar esse hábito leva o seu tempo e nem sempre é uma tarefa fácil, Sandra Ribeiro deixa nove dicas para tornar esta adaptação mais simples e até apelativa. Carregue na galeria para descobri-las.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA