fit

Já abriu o novo ginásio “jovem e urbano” da Foz onde treina por 2,99€

O Element Foz tem diferentes zonas de treino, desde cardio a alongamentos, e, claro, diferentes propostas de aulas.
É um ginásio jovem.

A expansão da Element em Portugal não pára. A marca foi criada em 2020, mas em pouco tempo conseguiu abrir 13 ginásios espalhados pelo País. O mais recente foi inaugurado a 2 de maio, na Foz, no Porto. Tal como acontece nos restantes clubes da cadeia, por ali os sócios podem treinar por preços muito mais baixos.

“O conceito de treino do Element é vocacionado para um cliente jovem e urbano, pelo que a Foz, com um polo universitário nas imediações, é uma área geográfica muito relevante”, conta à NiT Diogo Oliveira, diretor de operações da insígnia.

A área de 1.200 metros quadrados inclui várias zonas de treino diferentes. Na parte de cardio, por exemplo, tem “tudo o que é necessário” para este tipo de workout, desde a “passadeira à elítica, sem esquecer as bicicletas verticais ou reclináveis.”

Por outro lado, o Motor é o espaço perfeito para quem quer máquinas de força. Ali, são os sócios que definem o “ritmo e intensidade”. Existe ainda uma parte de treino funcional ou uma área com recurso a “equipamentos de força e máquinas de musculação para treinar e desenvolver os grandes grupos musculares”, garantem os responsáveis.

A tudo isto junta-se a Power, para workouts com cargas mais elevadas. Neste caso, existem equipamentos como discos, halteres e pesos. “A Body é a nossa zona dedicada ao treino de artes marciais e TRX”, acrescenta Diogo.

Por último, as áreas Core e Stretch. A primeira é indicada para quem quer fortalecer os abdominais e zona superior do corpo, enquanto que a segunda é ideal para começar ou acabar uma sessão no Element, visto que é ali que se devem fazer os alongamentos.

No clube também tem diferentes propostas de aulas, desenhadas pela própria equipa “e pensadas para o que os consumidores mais procuram”. Uma delas chama-se Magnetic. Trata-se de um treino intenso que promove a melhoria da componente cardiorrespiratória e coordenação motora. “Assenta num treino intervalado de alta intensidade, utilizando quatro ergómetros que melhoram a condição física”.

Por sua vez, a Absolut é ideal para a tonificação muscular do core. É realizada de forma contínua e também ajuda com a prevenção de lesões.

A aula machine tem uma componente metabólica, com períodos mais curtos de descanso e séries mais longas, usando maioritariamente o peso do corpo, o TRX e um saco de boxe. O objetivo é ganhar massa muscular e queimar gordura.

O catálogo termina com a Impact. Esta é uma aula de condicionamento físico geral composta maioritariamente por exercícios funcionais cujas ações motoras assentam nos pilares de movimento humano e visam os grandes grupos musculares.

“No Element, tudo foi pensado para transmitir o conceito da marca: jovem, urbano, descomplicado, eficiente, para quem gosta de treino individual nas máquinas”, descreve o diretor de operações. E acrescenta: “Assim, a própria decoração foi pensada para transmitir o tipo de treino que se encontra na área em questão, sempre com um look jovem, urbano e a inpirar o treino de força e pesos livres, áreas que são o core dos nossos clubes.”

O ginásio oferece três modalidades de pagamento diferentes, todas com preços muito simpáticos. A primeira custa 2,99€ por semana e dá-lhe acesso a um clube e horário livre, sem fidelização. A segunda proposta (4,99€ por semana) dá-lhe acesso a todos os espaços do País e oferece a possibilidade de trazer sempre um amigo sem ter de pagar mais por isso. Se preferir, pode antes treinar duas vezes por dia. Por último, o pack premium (5,99€ por semana). Oferece o mesmo que as modalidades anteriores, além do acesso a uma plataforma de treino online.

Pode fazer a sua adesão no site da Element e saber mais pormenores sobre cada um destes pacotes. Até lá, carregue na galeria para conhecer melhor o novo ginásio low cost da Foz.

ver galeria

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA