na cidade

10 razões indiscutíveis para conhecer melhor a Rua das Flores

É uma das ruas mais turísticas da cidade e o seu nome tem 500 anos de história.
É uma das mais movimentadas

Quando falamos nas ruas do Porto, há vários nomes que nos vêm à memória. A Rua de Santa Catarina ou a Avenida dos Aliados são duas das mais conhecidas, mas há outro nome que não pode faltar nos roteiros turísticos e que está cada vez mais in: a Rua das Flores.

Esta importante artéria da cidade caracteriza-se hoje em dia pelos seus hotéis de luxo, pelos restaurantes da moda e por lojas de comércio tradicional que convivem lado a lado com novos conceitos. Além disso, desde 2014 que o seu acesso é pedonal, o que lhe deu uma nova vida depois de alguns anos mais sombrios.

Este ano, assinalam-se os 500 anos desde que existe a Rua das Flores, que no seu original se denominava “Rua de Santa Catarina das Flores”. O nome deve-se ao facto de ter sido mandada fazer pelo rei D. Manuel em terrenos que na altura pertenciam ao bispo do Porto que, por sua vez, era devoto de Santa Catarina. As flores estão relacionadas com as hortas e jardins que ocupavam os tais terrenos.

Desde São Bento ao Largo de São Domingos, esta rua tem sido recuperada, os seus edifícios melhorados e parece que a riqueza de outros tempos estará de volta. Sim, no século XVIII esta era uma das ruas mais abastadas da cidade, onde moravam ilustres figuras daquela época e onde se concentravam lojas seletas como ourives ou mercadores.

Atualmente encontramos na Rua das Flores hotéis de luxo como o Portobay Flores, a histórica Ourivesaria Alliança ou espaços mais cool como o novo Floresta Cafe, com esplanada e tudo. Sempre com gente a passar, é frequente encontrar aqui também artistas de rua que aproveitam para mostrar os seus talentos e fazer as delícias de quem por aqui se passeia de máquina fotográfica em punho.

Carregue na galeria para descobrir dez boas razões para incluir a Rua das Flores no seu próximo roteiro pela cidade.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA