na cidade

A nova aplicação portuense quer motivar professores e estudantes universitários

Chama-se OutdoApp, é gratuita e os utilizadores ainda podem ganhar cartões-oferta.
Foi criada por uma jovem estudante.

Existem fases nas nossas vidas que são um verdadeiro desafio. Mudar de ambiente, de escola, começar um curso novo, iniciar o nosso percurso académico e profissional são algumas das alturas em que surgem dúvidas, obstáculos e incertezas. Cláudia Amaral foi sempre boa aluna. As suas excelentes notas permitiram-lhe a entrada logo à primeira na Faculdade de Economia da Universidade do Porto. 

No entanto, a entrada na univerdade não correu tão bem como esperava. Apesar de ter mantido os mesmos métodos de estudo, as suas notas baixaram drasticamente, o que fez com que perdesse a motivação e desistisse do curso. 

Esta é a história de Cláudia, mas provavelmente vai identificar-se com ela, porque a vida escolar não é nada parecida com o contexto universitário. E isto é só a perspetiva do estudante. E os professores? Também pode verificar-se uma certa frustração da sua parte, uma vez que têm dificuldades em manter os alunos motivados e interessados ao longo do ano letivo. Cláudia também sabe disso, porque enquanto estudava, tentava manter-se motivada ao dar explicações a alunos mais novos.

“O meu percurso académico levou-me a desenvolver a OutdoApp. Por motivos pessoais e até de saúde, acabei por desistir da minha licenciatura em Economia. Mas é curioso que devo à aplicação ter voltado recentemente à FEP, para concluir o meu curso”, admite a fundadora da app à New in Porto.

Tudo começou em 2018, quando Cláudia teve as primeiras ideias associadas à aplicação para telemóveis. Ao longo dos anos, esta plataforma teve vários nomes e formas, mas em março deste ano foi finalmente apresentada uma versão que é o resultado de um processo de tentativa e erro, que também foi conseguida através do feedback de pessoas que testaram a aplicação numa fase ainda embrionária.

A motivação principal para desenvolver a app foi a de manter motivados professores e alunos em simultâneo. Como estudante, Cláudia viu-se, muitas vezes, presa à frustração que a levou a desistir e, como explicadora, também sentia a necessidade de tentar incluir brincadeira ou até oferecer chocolates em troca de objetivos para tentar manter a atenção e motivação de alunos mais novos. A falta de uma ferramenta — em comum — que motivasse simultaneamente estudantes e docentes deu vida à OutdoApp.

“O objetivo da plataforma é motivar e recompensar os estudantes pelos seus resultados académicos, simultaneamente, recompensando os professores que usam a plataforma pelo seu esforço, não só pelo uso do site, mas também por estarem disponíveis para arranjarem soluções dinâmicas para os seus estudantes”, afirma a fundadora de 33 anos.

A dinâmica decorre numa espécie de jogo, onde os utilizadores começam com 50 pontos ou moedas virtuais. O professor agenda avaliações na plataforma, desde testes, fichas de trabalho, trabalhos de casa, entre outros. Já o estudante define um objetivo de nota para essa avaliação. Ou seja, se o aluno acredita que consegue ter uma nota entre dez a 12 numa avaliação em específico, seleciona esse objetivo, determinando também o número de pontos ou moedas virtuais que pretende obter para esse objetivo.

“Para o exemplo apresentado acima, vamos supor que o aluno define dez pontos ou moedas virtuais para um escalão de dez a 12 valores. Uma vez, a avaliação decorre na normalidade e o professor insere as notas dos estudantes. Se os mesmos tiverem atingido o objetivo, recebem o dobro de pontos ou moedas, neste caso, 20. E quanto maior for a nota, mais pontos recebe”, explica.

Por sua vez, o professor acumula dez pontos por cada teste agendado e um ponto por cada estudante inscrito na turma. Quando os utilizadores acumulam pontos suficientes, podem ser trocados por prémios na loja online da plataforma, que vão desde cartões-oferta, descontos e outros benefícios com marcas parceiras do projeto, que também procuram recompensar estudantes e professores. 

O logótipo da versão principal.

Até ao momento, a plataforma conta com 150 utilizadores e está desenvolvida unicamente para professores e estudantes universitários, presentes no Instituto Politécnico de Bragança, na Escola Superior de Educação e na Escola Superior de Comunicação, Administração e Turismo. A equipa por detrás da OutdoApp entra constantemente em contacto com diversos professores para divulgar o projeto. Se ficou com curiosidade e quer contribuir para o mesmo, basta entrar em contacto pelas redes sociais da plataforma ou através do email info@nulloutdoapp.pt. 

A utilização da plataforma é completamente gratuita, tanto para professores como estudantes, assim como para todas as instituições e marcas que queiram contribuir com a OutdoApp. Se gosta de estudar em cafés, carregue na galeria para descobrir alguns spots instagramáveis do Porto.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA