na cidade

Câmaras que multam carros mal estacionados começam a funcionar já em março

O Porto vai passar a ter um sistema de vigilância que penaliza automaticamente as infrações de parqueamento.
Um novo sistema de vigilância.

A Polícia Municipal do Porto vai passar a ter câmaras que permitem multar automaticamente o estacionamento abusivo em, pelo menos, dois carros de serviço. O sistema, anunciado em agosto do ano passado, deverá começar a funcionar em março.

Os aparelhos serão colocados no tejadilho dos automóveis que, graças a um software específico, irão identificar ocasiões de estacionamento ilegal e registar fotograficamente as matrículas dos veículos em infração. Cabe ao agente que está no carro atribuir a multa ao condutor. 

Caso se verifique uma fila de viaturas mal estacionados, o programa de vigilância vai permitir que sejam multados todos os veículos. Se a multa fosse passada pessoalmente, só os primeiros seriam responsabilizados pela situação — visto que os restantes, ao se aperceberem do caso, teriam tempo para retirar o automóvel do lugar — assinalou o comandante António Leitão da Silva, em 2023, ao “Jornal de Notícias”. Além disso, esta será uma inovação que agiliza a fiscalização, uma vez que “as multas em papel desaparecem”, afirmou.

Adicionalmente, a Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) começou a fiscalizar o estacionamento indevido nos corredores BUS e paragens de autocarro, resultado de um acordo com o município. “A STCP e a Polícia Municipal têm uma viatura comum, onde circulam dois elementos, um de cada entidade. Neste momento, vamos dar a possibilidade a membros da própria sociedade, que estão devidamente formados, para fazer a fiscalização exclusiva no âmbito da mobilidade dos transportes públicos”, sublinhou Leitão da Silva ao “Observador”.

Em 2023, foram emitidas mais de 33 mil coimas por estacionamento abusivo e 15515 veículos foram rebocados. 

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA