na cidade

Exposição Internacional de Orquídeas regressa ao Porto (com nova morada)

Poderá ver ainda cactos, suculentas, tillandsias, bormélias, plantas tropicais e bonsais, na Fundação Cupertino de Miranda.
Decorre de 15 a 17 de março.

Para muitos, as orquídeas são consideradas uma flor exótica, mas a verdade é que ninguém fica indiferente às suas cores e beleza. Tratam-se de plantas milenares e acredita-se que a sua cultura tenha começado há cerca de quatro mil anos, no Oriente Médio, no Japão e na China. 

Com propriedades decorativas e medicinais, estas flores ficaram conhecidas no mundo inteiro, passando a ser admiradas e cultivadas. Este ano, a cidade do Porto recebe a 13.ª edição da Exposição e Venda Internacional de Orquídeas, com nova morada. 

Depois das últimas edições se terem realizado na Exponor, em Leça da Palmeira, o evento organizado uma vez por ano pela Associação Portuguesa de Orquidofilia, regressa à cidade que lhe deu nome, desta vez, na Fundação Dr. António Cupertino de Miranda, na Avenida da Boavista. O evento decorre entre os dias 15 e 17 de março.

Graziela Meister, presidente da Associação, admite tratar-se de uma “grande” exposição, que será um ponto importante (e imperdível) para quem visita a cidade. A responsável está confiante em atrair um maior número de visitantes na nova “casa” da mostra. “Na Exponor dificilmente ultrapassámos os quatro mil visitantes. Nos primeiros anos da exposição, chegámos a receber mais de oito mil pessoas, essa foi a nossa principal motivação para trazer novamente o evento mais próximo do centro do Porto”, admite.

Graziela ainda garante “orquídeas raras e exóticas” vindas de todo o mundo e uma diversidade de cactos, suculentas, tillandsias, bromélias, plantas tropicais e bonsais, que também vão estar à venda ao público. No total, prevê-se que o evento junte, pelo menos, duas dezenas de expositores oriundos de Espanha, Brasil, Peru, Colômbia, Equador, Tailândia, Malásia, Taiwan e África do Sul, assim como dez nacionais. 

O evento incluirá ainda mais de uma dezena de palestras, divididas entre sábado e domingo. Os bilhetes já se encontram à venda online por 5€. A entrada é gratuita para os miúdos até aos 12 anos. A estação de metro da Casa da Música fica próxima do local.

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA