na cidade

Mercado do Bolhão recebeu mais de sete milhões de pessoas desde a reabertura

Há várias novidades que vão ser implementadas este ano. Neste momento, apenas existem duas bancas e duas lojas disponíveis.
O edifício reabriu a 15 de setembro.

O Mercado do Bolhão é um dos elementos mais característicos do Porto. Esteve fechado durante quatro anos para obras de renovação, mas como a NiT lhe contou, reabriu no dia 15 de setembro de 2022. Desde aí, recebeu mais de sete milhões de visitantes.

O terceiro trimestre de 2023 foi “o período com a maior afluência”, com o registo de 1,7 milhões de visitas, segundo a empresa municipal GO Porto — responsável pela gestão do espaço. Os dados mostram também que em dezembro do ano passado se registou um crescimento de 19% em relação ao mesmo período homólogo, em 2022.

Neste momento existem 77 bancas, sete restaurantes e 28 lojas exteriores. Estão apenas duas lojas e duas bancas livres, uma vez que dois comerciantes pediram a anulação das licenças por questões pessoais, deixando assim a ocupação de 100 por cento.

O objetivo agora é diminuir a dimensão dos espaços, fazendo com que se aumente o número relativamente aos que já existem. O objetivo é “melhorar a experiência do cliente, do comerciante e dos serviços prestados”, segundo a GO Porto. Além disso, os responsáveis vão implementar nova sinalética para os restaurantes e reforçar o sombreamento e a proteção da chuva.

Mas as novidades não acabam por aqui. Este ano vai ser lançado ainda um selo de qualidade Bolhão, que pretende valorizar a compra no mercado e reforçar a qualidade dos produtos escolhidos pelos compradores. Estão também previstas visitas guiadas ao edifício, direcionadas a profissionais da arquitetura.

A nível de restauração, virão “chefes internacionais, num projeto de intercâmbio gastronómico”, o que fará do espaço “um polo de encontro de experiências para a comunidade”. Vão ainda ser realizados eventos de showcooking, workshops e outras iniciativas ligadas à arte, cultura, promoção de saúde e literacia alimentar.

Carregue na galeria para descobrir como está o Mercado do Bolhão.

ver galeria

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA