na cidade

Novo empreendimento com 117 apartamentos vai ser “uma quinta na Baixa do Porto”

Fica bem no coração da Baixa e terá seis edifícios, maioritariamente destinados a arrendamento, uma loja e 192 lugares de estacionamento.
É um dos “segredos imobiliários” da Baixa do Porto.

Um dos maiores loteamentos da Baixa da cidade do Porto, a Quinta do Pinheiro, vai acolher 117 novos apartamentos de tipologias T0 a T4, distribuídos por seis edifícios, uma loja e 194 lugares de estacionamento. As obras nos terrenos onde outrora se ergueu a Escola Académica do Porto deverão ficar concluídas no final do ano.

O investimento do Montepio no projeto ronda os 35 milhões de euros. A propriedade com mais de 1,4 hectares foi adquirida pela mutualista 1951. Contudo, o pedido de loteamento só avançou em 1997 e “após de uma série de avanços e recuos no processo de construção dos apartamentos, a obra finalmente arrancou em maio de 2022”, precisou a associação.

Antes da emissão do alvará de loteamento, o grupo teve de adquirir alguns edifícios contíguos para criar acessibilidades, cumprindo a solicitação da Câmara Municipal do Porto.

“A quinta esteve formalmente ocupada de 1975 até 2015, e ficou paralisada no tempo, fechada sobre si mesma. Estava em ruínas”, detalhou Fernando Santo, administrador da Montepio Gestão de Ativos Imobiliários.

O isolamento do empreendimento — que tem apenas duas saídas para a via pública, na Rua do Pinheiro (junto à Capela de Nossa Senhora da Conceição) e Rua dos Mártires da Liberdade, — irá permitir aos moradores “viver numa quinta dentro da cidade”, considera o arquiteto Arnaldo Brito, que assinou o projeto de arquitetura, em declarações ao Porto Canal.

O arquiteto Nuno Vigário ficou responsável pelo paisagismo do terreno com quatro mil metros quadrados, que passará a ter mais 131 árvores.

A Associação Montepio adiantou ainda que os novos apartamentos serão “maioritariamente destinados a arrendamento”. Os preços dos imóveis destinados à venda ainda não foram revelados.

Carregue na galeria e veja algumas imagens do projeto.

ver galeria

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA