na cidade

Paraíso 331: o hotel improvável do centro do Porto que parece um turismo rural

O antigo palacete foi transformado para receber os hóspedes de forma casual mas luxuosa. Até tem cabanas e um grande jardim.
Fotografias de Luís Capela Fotografia

Quem pensa que ficar instalado no meio da cidade é sinónimo de hotéis ou alojamentos super modernos, com um ar citadino e onde vai apenas para dormir umas horas, precisa de rever as suas escolhas. É possível encontrar opções para relaxar e passar algum tempo sem que se aperceba de que está no coração do Porto. É o caso do Paraíso 331.

Apesar de o nome deste alojamento derivar da sua localização — precisamente no número 331 da Rua do Paraíso, junto à Igreja da Lapa —, basta olhar para o seu interior para perceber que se adequa na perfeição. O espaço abriu em junho de 2020 e foi acrescentando algumas suites ao longo dos meses, mas a casa em si tem bem mais do que isso e nem sempre foi um alojamento local de luxo.

“A ideia surgiu há três ou quatro anos e foi o primeiro projeto da Qualive de reconstruir e vender um palacete antigo”, começa por contar à New in Porto o gerente do espaço, João Santos.

Para que se perceba melhor, o Paraíso 331 é gerido pela empresa Lovely Memories, de João e de Achilleas Kitsidoukis, mas cada parcela (apartamento ou cabana) tem um proprietário diferente. Esse dado faz com que os espaços também sejam todos diferentes, o que até pode ser bom na hora de atrair distintos tipos de hóspedes. Ainda assim, o luxo é um fator presente em todos.

“A nossa prioridade foi manter o espaço o mais idêntico possível ao original, ao qual acrescentamos apenas dois andares. De resto, os frescos, as paredes e os compartimentos foram mantidos como no original.”

Aqui pode criar cenários românticos

Os únicos espaços que foram alterados foram as antigas garagens, que agora deram origem às cabanas. Tudo o que é novo, incluindo os dois andares acrescentados ao edifício, foi feito com blocos de cânhamo revestidos com cal, o que acaba por dar-lhes uma tonalidade salmão e ser um dos atrativos do espaço.

Originalmente, o palacete pertenceu a um médico e à sua esposa, que até tinham o consultório num dos andares da casa. Desta casa senhorial sobram ainda os jardins, quase intactos, e alguns apetrechos como o lagar, que outrora foi utilizado para fazer vinho com as uvas que aqui se produziam. Hoje ainda consegue encontrar aqui várias árvores de fruto e flores que deixam os hóspedes encantados.

Quanto aos alojamentos em si, há seis cabanas T0, um T1, dois T2 e um T3. Os estilos de decoração são todos diferentes e vão desde o moderno ao clássico, passando pelos anos 20 ou o mais naturalista.

Além dos jardins que se destacam por estarem mesmo no centro da cidade — e até já foram palco de casamentos e campanhas publicitárias —, o luxo é mesmo um fator determinante. Não há aqui materiais baratos, quer seja na construção quer na decoração. O mobiliário é premium assim como todo o serviço. Os produtos de higiene oferecidos são de marcas de luxo portuguesas e o mesmo acontece com a qualidade do chá e do café.

“Fomos o Airbnb com mais ocupação do Porto, estivemos sempre cheios durante a pandemia. Na altura do confinamento 80 por cento dos hóspedes eram portugueses e alguns até do Porto, para não estarem sempre em casa. Agora temos 90 por cento de estrangeiros.”

Ainda assim, a pandemia obrigou a que praticassem preços mais baixos do que aqueles que tinham inicialmente previsto e trouxe alguns constrangimentos na hora de ter os espaços e a equipa prontos ou até o mobiliário.

Os preços das estadias começam nos 70€ e as reservas estão disponíveis através do site da Lovely Memories.

Carregue na galeria para conhecer melhor o Paraíso 331.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua do Paraíso, 331
    4000-492 Porto
ESTILO
alojamento local
PREÇO MÉDIO
Entre 100€ e 200€
AMBIENTE
romântico

MAIS HISTÓRIAS DO PORTO

AGENDA